Turismo bate novo recorde na Alemanha | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 10.02.2020

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Alemanha

Turismo bate novo recorde na Alemanha

Número de pernoites nos hotéis e acomodações em todo o país aumenta em quase 4% e se aproxima da marca de 500 milhões. Setor está em expansão há dez anos consecutivos.

Turismo na Alemanha aumenta pelo décimo ano seguido

Turismo na Alemanha aumenta pelo décimo ano seguido

O turismo na Alemanha aumentou em 2019 pelo décimo ano consecutivo, impulsionado pela estabilidade econômica do país e contrariando a tendência de desaceleração da economia global. Hotéis, hospedarias, campings e outros locais de acomodação de turistas registraram 495,6 milhões de pernoites, um aumento de 3,7% em relação ao ano anterior.

Segundo dados revelados nesta segunda-feira (10/01) pelo Departamento Federal de Estatísticas (Destatis) do país, a Alemanha está se tornando um destino de férias cada vez mais procurado pelos próprios alemães. Desde 2009, o número de pernoites de hóspedes alemães aumentou mais de um terço. Entre os estrangeiros, o crescimento foi de quase dois terços.

No ano passado, o número de pernoites de hóspedes alemães aumentou 3,9%, chegando a 405,7 milhões. O setor hoteleiro se beneficiou da alta recorde de trabalhadores empregados e do aumento do poder de compra da população. Os estrangeiros foram responsáveis por 89,9 milhões de pernoites em 2019, o que corresponde a um aumento de 2,5% em relação ao ano anterior.

"A Alemanha é um destino turístico mais popular do que nunca", comemorou o diretor da Associação de Hotéis e Restaurantes da Alemanha (Dehoga), Guido Zöllick. "O setor hoteleiro é bem visto entre turistas e viajantes a negócios do país e do exterior", afirmou.

A Dehoga avalia que o setor hoteleiro deverá aumentar seu faturamento líquido entre 2% e 2,5% neste ano, chegando a quase 95 bilhões de euros. Entretanto, há também sinais de preocupação. "O clima positivo na indústria é refreado pela escassez de trabalhadores qualificados, além do aumento dos custos operacionais e da crescente burocracia", alertou Zöllick.

Alguns estabelecimentos turísticos no Mar do Norte e no Mar Báltico chegaram a perder oportunidades de negócios devido à falta de pessoal. Para a Dehoga, a redução consistente dos entraves burocráticos e do Imposto sobre Valor Agregado (IVA) sobre os alimentos são demandas essenciais para o setor.     

Segundo a Associação Federal Alemã de Promoção do Turismo, a indústria turística como um todo – desde as agências de turismo, aeroportos, restaurantes, hotéis até as empresas que vendem seguros de viagens – tem um rendimento anual em torno de 300 bilhões de euros e emprega cerca de 3 milhões de pessoas  A contribuição do turismo no índice de Valor Acrescentado Bruto (VAB) na Alemanha gira em torno de 4%.

RC/rtr/dpa

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 
App | Instagram | Newsletter

Leia mais