Trump volta a ameaçar regime norte-coreano | Notícias internacionais e análises | DW | 07.10.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Trump volta a ameaçar regime norte-coreano

Presidente dos EUA diz que diplomacia falhou e que "só uma coisa funcionará". Mensagens no Twitter são publicadas dias após chefe de governo afirmar que atual momento é "a calma antes da tempestade".

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a fazer insinuações de que pode dar uma resposta militar à crise com a Coreia do Norte.

Em mensagens no Twitter publicadas neste sábado (7/10), o republicano disse que "presidentes e seus governos têm conversado com a Coreia do Norte há 25 anos, acordos foram feitos e grandes quantias de dinheiro pagas”.

Continuando, disse que "não funcionou, acordos foram violados antes que a tinta estivesse seca, fazendo os negociadores dos EUA de bobos". Ao final, afirmou "desculpe, mas apenas uma coisa funcionará!".

Trump não especificou o que seria essa coisa, mas a mensagem segue a linha de outras declarações do presidente, que incluíram até mesmo ameaças e a afirmação de que os EUA estariam preparados para destruir a Coreia do Norte caso o regime comunista continue a ameaçar seus vizinhos e insistia em continuar com seu programa nuclear.

Na quinta-feira, durante um evento com militares e seus familiares, Trump também insinuou que o momento de descontração poderia significar "a calma antes da tempestade".

Na semana passada, ele também desautorizou publicamente o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, que havia divulgado que diplomatas americanos haviam aberto um canal de negociacoes com Pyongyang. Pelo Twitter, Trump disse que Tillerson "não deveria perder tempo negociando com o pequeno homem do foguete", se referindo ao ditador Kim Jong-un.

JPS/ots

 

Leia mais