Tremor e tsunami causam centenas de mortes e destruição no Japão | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 11.03.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Tremor e tsunami causam centenas de mortes e destruição no Japão

Terremoto de magnitude 8,9 e ondas gigantescas atingem costa nordeste do Japão, matando ao menos 370 pessoas e causando destruição de edifícios e incêndios. Abalo é o mais forte já registrado no país.

default

Tsunami invade a cidade de Natori, na província de Miyagi

Um forte terremoto, de magnitude 8,9 graus na escala Richter, sacudiu a região nordeste do Japão nesta sexta-feira (11/03), causando dezenas de mortos e feridos. Segundo balanço divulgado no final da noite pela polícia japonesa, há ao menos 178 mortos e 584 desaparecidos. Outras 947 pessoas ficaram feridas. A imprensa local calcula que o total de mortos pode passar de mil.

O tremor, o mais forte já registrado no país, provocou a formação de ondas gigantes, os chamados tsunamis. Imagens de televisão mostraram que a costa leste do país foi varrida pelo mar, e grandes quantidades de água arrastaram automóveis e barcos.

O balanço do número de mortos divulgado pela polícia ainda não inclui as centenas de corpos encontrados na praia da cidade de Sendai, capital da província de Miyagi. Segundo a imprensa japonesa, entre 200 e 300 corpos teriam sido localizados no local. A emissora NHK diz que, aparentemente, as vítimas morreram afogadas.

Em Fukushima, as autoridades emitiram uma ordem de evacuação para as cerca de 2.800 pessoas que moram nas proximidades de uma usina nuclear. A evacuação foi ordenada após terem sido identificados problemas no sistema de resfriamento da usina. Não foi detectado vazamento de material radiativo.

Devido ao tremor, 11 usinas nucleares do Japão se desligaram automaticamente, afirmou o governo japonês. Em Onagawa, uma turbina pegou fogo, mas o incêndio já foi controlado, segundo a Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA).

Na província de Miyagi, na costa do país, foram relatados vários feridos. O terremoto foi sentido também na capital, Tóquio, provocando vários incêndios e feridos. Segundo a imprensa local, depois do terremoto, ondas de cerca de quatro metros de altura atingiram a costa japonesa do Pacífico.

As autoridades japonesas emitiram o mais alto nível de alerta de tsunami por toda a região costeira. Alertas de tsunami também foram gerados para Rússia, Filipinas, Taiwan e as Ilhas Marianas. A Marinha japonesa enviou navios às regiões afetadas.

Japan Erdbeben Tsunami Flash-Galerie

Ondas gigantes causam destruição no aeroporto de Sendai

Cerca de 5 mil tremores por ano

Os tráfegos aéreo e ferroviário foram paralisados em várias partes do país, incluindo o aeroporto da capital. Em Tóquio, o tráfego de metrô foi interrompido.

O terremoto ocorreu no período da tarde (hora local), a 382 quilômetros a nordeste de Tóquio. O epicentro foi próximo à orla do país. No Japão, a terra treme cerca de 5 mil vezes por ano.

Quedas de prédios e tsunami causaram mortos e feridos

Várias pessoas morreram devido à queda de muros e prédios, e em consequência do tsunami. Oito pessoas estão desaparecidas após um deslizamento de terra na área de Fukushima, no nordeste japonês.

Também em Tóquio, várias pessoas ficaram feridas após o desabamento do teto de um centro de conferências, onde 600 alunos participavam de uma cerimônia de formatura, anunciaram bombeiros.

Japan Erdbeben Tsunami Flash-Galerie

Tsunami arrasta tudo o que encontra pela frente em Sendai

A pior catástrofe que o país já sofreu foi em 1923, quando um terremoto de magnitude 7,9 matou mais de 143 mil pessoas e deixou em ruínas Tóquio e partes de Yokohama.

O terremoto desta sexta-feira no Japão é um dos mais violentos já registrados. O abalo sísmico de maior força desde 1900 ocorreu no Chile em maio de 1960, com magnitude de 9,5. O tremor provocou 1655 mortes.

O segundo maior em escala ocorreu no Alasca, EUA, em março de 1964, com 9,2 de magnitude, matando 125 pessoas. Em dezembro de 2004, 228 mil pessoas morreram em Sumatra, Indonésia, depois que um tsunami atingiu a região, devido a um tremor de 9,1 na escala Richter.

MD/lusa/afp/dpa
Revisão: Roselaine Wandscheer/Alexandre Schossler

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados