Temer reduz o horário de verão a partir de 2018 | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 15.12.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Temer reduz o horário de verão a partir de 2018

Com duas semanas a menos, horário de verão começará no primeiro domingo de novembro e não mais no terceiro domingo de outubro, como foi neste ano. Mudança foi um pedido de Gilmar Mendes devido às eleições de 2018.

Michel Temer

Presidente atende ao pedido de Gilmar Mendes

O presidente Michel Temer assinou nesta sexta-feira (15/12) um decreto que reduz em duas semanas o horário de verão a partir do próximo ano. A mudança atinge somente o início deste período.

Em 2018, o ajuste no relógio deverá ser feito no primeiro domingo de novembro e não mais no terceiro domingo de outubro, como foi neste ano. A data final do horário de verão continuará sendo o terceiro domingo de fevereiro.

Leia maisHorário de verão é herança alemã da Primeira Guerra

A mudança foi um pedido do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, devido às eleições de 2018, marcadas para outubro. Mendes argumenta que a medida facilitará a apuração dos votos, evitando atrasos. O primeiro turno da eleição de 2018 será no dia 7 de outubro e o segundo está marcado para o dia 28 do mesmo mês. 

Em novembro, o TSE afirmou que, devido às diferenças nos fusos horários do país, o início e o encerramento da votação não ocorrem de maneira simultânea em todo o território nacional e essa diferença seria agravada pelo horário de verão.

"No caso de eleições estaduais, esse aparente descompasso não causa problemas. Contudo, em se tratando de uma eleição geral como a do ano que vem, com votação para presidente da República, essa diferença de horário pode confundir o eleitor e provocar um aumento no número de abstenções de voto", argumentou o TSE, em nota.

O horário de verão é adotado nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

CN/abr/ots

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais