Sucessor de Bin Laden é um dos líderes mais conhecidos da Al Qaeda | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 16.06.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Sucessor de Bin Laden é um dos líderes mais conhecidos da Al Qaeda

Seis semanas depois da morte de Osama bin Laden, o egípcio Ayman al-Zawahiri é anunciado como o novo líder da Al Qaeda por um site ligado à organização terrorista.

Ayman al-Zawahiri era médico de Bin Laden

Ayman al-Zawahiri era médico de Bin Laden

Autoridades de segurança apontam como sucessor de Osama bin Laden um terrorista não menos conhecido na cena internacional: Ayman al-Zawahiri, de 60 anos. O médico egípcio está em ação há muitos anos na Al Qaeda. Ele foi médico de Bin Laden e há tempos fazia parte da estrutura de liderança da rede.
Bin Laden und al-Zawahiri em campo da Al Qaeda

Bin Laden und al-Zawahiri em campo da Al Qaeda

Ele é apontado como um dos responsáveis pelo assassinato do presidente egípcio Anwar al- Sadat, em 1981. Após passar três anos na prisão, foi para o Afeganistão participar da jihad (guerra santa) contra a União Soviética e estreitou laços com Osama bin Laden, com quem lutou até a expulsão soviética.

O próximo passo de al-Zawahiri foi voltar sua atenção para o governo egípcio novamente. Em 1995, planejou atentado contra o então presidente Hosni Mubarak na capital etíope, Addis Abeba, pelo qual foi condenado à pena de morte à revelia, em 1998.
Líder ideológico
Os objetivos do estabelecimento de um Estado islâmico e a expulsão das tropas norte-americanas do Golfo vincularam al-Zawahiri a Bin Laden, que já estava em atividade com a Al Qaeda desde 1988. Ambos são apontados como responsáveis diretos pelo planejamento do ataque às embaixadas norte-americanas no Quênia e na Tanzânia.
A retórica agressiva e teológica levou al-Zawahiri rapidamente ao status de "chefe ideológico" da rede terrorista. "Não existe alguém que tenha alcançado o seu peso intelectual. Entre o grupo de liderança da Al Qaeda, ele é o grande nome", diz o professor de estudos do Oriente Médio da Faculdade de Economia e Ciências Políticas de Londres (London School of Economics), Fawaz Gerges.
Logo após os atentados de 11 de setembro foram publicados vídeos com Bin Laden e al-Zawahiri juntos. Nos últimos anos, ele atuava cada vez mais como o braço direito do líder da rede terrorista e, depois de Bin Laden, já era visto como o principal nome da Al Qaeda.
Evitar a cisão
Atentado à Embaixada dos EUA no Quênia

Atentado à Embaixada dos EUA no Quênia

Para o especialista em assuntos islâmicos do Instituto Alemão de Assuntos Internacionais e de Segurança (SWP), Guido Steinberg, a nomeação do egípcio como líder da organização não é nenhuma surpresa. "Ayman al-Zawahiri era indiscutivelmente o número 2 e não era possível que outro assumisse a função de líder da Al Qaeda", explica.

Desde a morte de Bin Laden, al-Zawahiri está no topo da lista dos terroristas mais procurados pelo FBI. Ele e outros líderes da rede terrorista fugiram para o Paquistão após a queda do regime talibã no Afeganistão.
Ayman al-Zawahiri escapou de diversos ataques contra as lideranças da Al Qaeda. O mais conhecido foi em 2006, em Damadula, no Paquistão.
Os centros de poder na estrutura da rede Al Qaeda acabam sofrendo alterações com Ayman al-Zawahiri no comando. Conforme Steinberg, a parte saudita e iemenita da rede perde influência. "Com a nova liderança, será necessário a presença de um cidadão saudita para vincular os árabes da região do Golfo à organização e evitar cisões", explica.
Autor: Daniel Scheschkewitz / Márcio Pessôa
Revisão: Carlos Albuquerque

Leia mais