Smartphone: do que é feito? | DW Brasil | Notícias e análises do Brasil e do mundo | DW | 08.05.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

NOTÍCIAS

Smartphone: do que é feito?

Matéria-prima, que inclui metais raros, vem de regiões de conflito.

Você já teve curiosidade de saber do que é feito o seu smartphone? Cientistas da Universidade de Plymouth, na Inglaterra, optaram por triturar o aparelho para responder à pergunta. No Futurando desta semana você vai saber quais os principais componentes descobertos a partir desse método inusitado, mas eficiente.

Uma empresa holandesa também está chamando a atenção para os locais onde é extraída a matéria-prima utilizada na fabricação de telefones celulares. A Fairphone adota uma linha de produção mais justa para os trabalhadores envolvidos e mais sustentável do ponto de vista dos impactos ambientais. Mas será que é tão fácil assim quanto parece?

O que se sabe é que os smartphones contêm metais raros, que muitas vezes vêm de regiões de conflito. Além disso, a extração desses metais contamina o meio ambiente. Uma empresa alemã teve a ideia de criar um aparelho fácil de reparar, que deve ser reutilizado em vez de ser simplesmente descartado.

Com o consumo de tecnologia em alta, o Futurando mostra ainda o destino dos resíduos dessa indústria gigantesca. Milhares de toneladas de lixo eletrônico vão para Acra, a capital de Gana. Lá, catadores tentam reciclar o que podem e reusam as peças para consertar outros aparelhos. No entanto, durante esse processo, eles são expostos a substâncias tóxicas e acabam poluindo o local. Você vai conhecer no programa um projeto pensado para acabar com o problema.

Vamos trazer ainda uma reportagem sobre como a tecnologia pode ajudar no combate à violência contra a mulher. Esse tipo de violência acontece na rua e dentro de casa. Empresários indianos se uniram e criaram aplicativos e dispositivos para auxiliar mulheres em situação de risco.

O programa

O Futurando traz novidades sobre ciência, meio ambiente e tecnologia e é produzido todas as semanas pela redação brasileira da Deutsche Welle, em Bonn, na Alemanha.

O programa é exibido, no Brasil, pelo Canal Futura às terças-feiras, às 22h30 com reprise às quartas 16h30, quintas, sábados e segundas; pela Rede Minas aos sábados, às 14h30, com reprise às sextas-feiras, às 13h30; pela TV Brasil todas as terças, às 21h45, com reprise às quintas, às 3h15; pela TV Cultura as terças-feiras às 00h; pela TV Câmara Tupã todos os sábados às 18h, com reprise às terças-feiras, às 19h40 e pela TV Climatempo aos sábados às 9h30, com reprise às terças e aos domingos. Você também pode ver vídeos do programa no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.

O Futurando é transmitido ainda em Moçambique pela Rede Tim, aos sábados, às 14h30.