Sismo na Coreia do Norte gera temor de novo teste nuclear | Notícias internacionais e análises | DW | 23.09.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Sismo na Coreia do Norte gera temor de novo teste nuclear

Terremoto de magnitude 3 é registrado a 20 km do local onde Pyongyang realizou seu mais poderoso teste nuclear, no início de setembro. Seul diz que abalo tem causas naturais.

Um terremoto de magnitude 3 na escala Richter atingiu neste sábado (23/09) a região nordeste da Coreia do Norte, gerando temores na comunidade internacional de que o regime comunista teria realizado mais um teste nuclear.

O tremor, que aconteceu às 16h09 (horário local, 4h29 de Brasília), foi detectado no condado de Kilju, onde está localizada a base nuclear norte-coreana, onde o regime de Kim Jong-un realizou, no último dia 3, seu sexto teste nuclear.

A suspeita de que um novo teste tenha sido realizado foi levantada pelo Centro Nacional de Terremotos da China (CENC), devido à proximidade com a base e pelas características do sismo, que se parecem com o ocorrido no início do mês.

Porém, a Coreia do Sul e a Organização do Tratado de Proibição Total de Testes Nucleares (CTBTO), ligada à ONU, garantiram que as causas do tremor foram naturais.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un, trocaram uma série de provocações e ameaças nos últimos dias.

Os contínuos testes de mísseis do regime de Pyongyang já geraram dois novos pacotes de sanções do Conselho de Segurança da ONU. E, junto com a retórica belicista de Trump, elevaram nos últimos meses o ambiente de tensão na península coreana.

Leia mais