Serviço secreto alemão estaria cooperando com regime sírio | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 18.12.2015
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Alemanha

Serviço secreto alemão estaria cooperando com regime sírio

Diário "Bild" afirma que o Serviço Federal de Informações da Alemanha estaria em conversações com a polícia secreta de Assad para trocar informações sobre extremistas islâmicos.

O Serviço Federal de Informações da Alemanha (BND) estaria cooperando com a inteligência do regime de Bashar al-Assad, segundo reportagem publicada nesta sexta-feira (18/12) pelo jornal alemão Bild. As duas agências estariam trocando informações sobre extremistas islâmicos.

Sem revelar sua fonte, o jornal diz que agentes do BND têm viajado regularmente a Damasco para conversações com a mukhabarat, a polícia secreta do regime de Assad.

O BND almejaria a criação de um canal de comunicação com Assad caso um dos aviões alemães em operação no país seja abatido, e o piloto precise ser resgatado. Além disso, a agência alemã de inteligência deseja abrir um escritório na embaixada no país.

O BND não se pronunciou sobre a reportagem do Bild.

Há duas semanas, o Parlamento alemão aprovou o apoio das Forças Armadas do país às missões realizadas pela coalizão internacional contra os extremistas do "Estado Islâmico" (EI) na Síria.

Aviões militares de reconhecimento e reabastecimento foram enviados à base militar de Incirlik na Turquia para apoiar a coalizão internacional. Além disso, 1.200 soldados deverão participar da missão de apoio.

Meios de comunicação alemães chamaram esta de a "primeira guerra" da chanceler federal Angela Merkel, e destacaram os riscos dos pilotos alemães serem abatidos sobre o território ocupado pelo EI.

A ministra alemã da Defesa, Ursula von der Leyen, sugeriu recentemente que Berlim poderia iniciar uma cooperação limitada com Damasco, no intuito de derrotar os jihadistas.

RC/afp/rtr

Leia mais