Schweinsteiger se despede da seleção alemã | Leia as principais notícias sobre o futebol internacional | DW | 29.07.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Schweinsteiger se despede da seleção alemã

Após 120 partidas pela equipe nacional, jogador de 31 anos pede para não ser mais convocado. Conquista da Copa do Mundo de 2014 é algo que não vai se repetir na carreira e, por isso, é "prudente encerrar ciclo", diz.

O jogador Bastian Schweinsteiger anunciou nesta sexta-feira (29/07) que não irá mais jogar pela seleção alemã de futebol. "Pedi ao técnico [Joachim Löw] que não me convoque mais no futuro para a equipe nacional", afirmou o jogador em texto publicado no Twitter.

"Agradeço aos torcedores, à equipe, à DFB [Federação Alemã de Futebol] , aos técnicos e a seleção nacional de futebol. Em 120 partidas internacionais que pude jogar por meu país, vivi momentos de beleza e êxitos indescritíveis", afirmou o agora ex-capitão da Alemanha.

Schweinsteiger joga pela seleção alemã desde 2004, sendo o quarto jogador que mais defendeu as cores de seu país. Ele disputou sete torneios internacionais, culminando na conquista da Copa do Mundo de 2014 no Brasil.

Esse título, diz ele, é algo que "histórica e emocionalmente" não conseguirá se repetir em sua carreira. "Dessa forma, é correto e prudente que eu encerre esse ciclo, desejando à equipe o melhor nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018." Sua última partida pela seleção alemã foi a derrota por 2 a 0 para França na semifinal da Eurocopa 2016.

Nos últimos anos, Schweinsteiger, de 31 anos, sofreu uma série de lesões que o deixaram muito tempo fora de campo. Seu anúncio vem em meio a especulações de que ele será dispensado de sua atual equipe, o Manchester United, pelo técnico José Mourinho.

RC/dpa/sid

Leia mais