Rudi Dutschke | DW Brasil | Notícias e análises do Brasil e do mundo | DW | 08.08.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Rudi Dutschke

Um atentado a tiros contra o líder estudantil alemão Rudi Dutschke, em Berlim Ocidental, em 11 de abril de 1968, desencadeou protestos que culminaram em grandes batalhas campais com a polícia.

Na primavera europeia de 1968, o líder estudantil Rudi Dutschke, sua Oposição Extraparlamentar (Ausserparlamentarische Opposition – APO) e os grupos de esquerda viam a Alemanha Ocidental a caminho de se tornar um Estado policial. Eles responsabilizavam o então governo do chanceler federal Kurt Georg Kiesinger e os jornais do grupo editorial Springer pela truculência da polícia e da direita. Era época da revolta de milhares de estudantes contra a autoridade dos pais, da universidade e do Estado. Dutschke vinha de uma família protestante do leste alemão. Devido à sua confissão religiosa, não recebeu licença para ingressar na universidade na antiga Alemanha comunista.