Revista ″Time″ inclui Bolsonaro em lista de cem mais influentes do mundo | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 17.04.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Brasil

Revista "Time" inclui Bolsonaro em lista de cem mais influentes do mundo

Em ranking anual, publicação americana descreve presidente como "personagem complexo", apontando-o como esperança para reformas e, ao mesmo tempo, "homofóbico ultraconservador".

Jair Bolsonaro

"Bolsonaro terá que aprender a fazer os acordos necessários para avançar com a sua agenda", diz revista

A revista americana Time incluiu o presidente Jair Bolsonaro em sua lista anual de cem pessoas mais influentes do mundo, divulgada nesta quarta-feira (17/04), descrevendo-o como "um personagem complexo".

"Depois de três meses como presidente do Brasil, ele representa uma ruptura acentuada com uma década de corrupção de alto nível, e a melhor chance do Brasil em uma geração de implementar reformas econômicas que podem domar uma dívida crescente", diz o texto sobre Bolsonaro publicado como parte da lista da Time.

Apesar do tom esperançoso sobre a economia, a revista afirma que Bolsonaro também é um representante de "masculinidade tóxica" e "um homofóbico ultraconservador com a intenção de travar uma guerra cultural e talvez reverter o progresso do Brasil no combate às mudanças climáticas".

Segundo o texto, escrito pelo cientista político e editor da revista Ian Bremmer, a fascinação com o "apetite por controvérsia" de Bolsonaro esconde uma importante verdade sobre o país. "O Brasil continua sendo uma democracia dinâmica, com instituições robustas que vão limitar tanto o bem quanto o mal que ele pode vir a fazer", afirma.

"Bolsonaro terá que aprender a trabalhar dentro desse sistema, a fazer os acordos necessários para avançar com a sua agenda", prossegue. "O tempo irá dizer se ele tem a flexibilidade e a resiliência de caráter de que precisará."

Não é a primeira vez que um líder brasileiro é incluído na lista da Time. A ex-presidente Dilma Rousseff foi escolhida pela revista americana como uma das cem pessoas mais influentes do mundo em 2011 e em 2012. Seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, fez parte da lista em 2004 e em 2010.

Para o ranking deste ano, também foram incluídos o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump; o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador; o líder opositor e autoproclamado presidente interino da Venezuela Juan Guaidó; a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Andern; e a jovem ativista sueca Greta Thunberg, líder do movimento Fridays for Future; entre outros líderes.

Na categoria artistas constam nomes como a atriz Emilia Clarke, de Game of Thrones, e a cantora Ariana Grande. E na categoria ícones, a ex-primeira-dama americana Michelle Obama e a cantora Lady Gaga. A lista das cem pessoas mais influentes do mundo inclui ainda nomes do esporte, dos negócios e ativistas. Bolsonaro é o único brasileiro presente no ranking.

LPF/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 

WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Leia mais