1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Donald Trump
Trump anunciou sua própria plataforma após ser banido de Twitter, Facebook e YouTubeFoto: Dennis Van Tine/STAR MAX/IPx/picture alliance

Rede social de Trump deve ser lançada em fevereiro

7 de janeiro de 2022

Batizado de Truth Social, serviço do grupo de mídia do ex-presidente promete ser uma alternativa a gigantes como Twitter e Facebook, que Trump acredita serem tendenciosas contra ele e outras vozes conservadoras.

https://p.dw.com/p/45GKk

O grupo de mídia do ex-presidente dos EUA Donald Trump planeja lançar sua há muito prometida plataforma de internet no próximo mês. O aplicativo, chamado Truth Social, deve estar disponível em 21 de fevereiro, de acordo com a App Store da Apple.

O serviço da Trump Media & Technology Group (TMTG) se destina a ser uma alternativa ao Twitter e deve ter também funções semelhantes ao Facebook.

Como o Twitter, o aplicativo oferecerá a possibilidade de seguir outros assinantes e também trending topics, de acordo com imagens de promoção já divulgadas. Sua mensagem, equivalente a um tuíte, será apelidada de "truth" (verdade).

Trump anunciou a criação de sua própria rede online depois que foi banido de Twitter, Facebook e Youtube após a invasão do Capitólio dos Estados Unidos há um ano.

Alternativa às redes sociais estabelecidas

Ele anunciou que a nova plataforma seria uma alternativa às empresas de internet já estabelecidas que ele acredita serem tendenciosas contra ele e outras vozes conservadoras.

De acordo com a TMTG, a rede social está sendo usada por convidados enquanto se prepara para ser lançada ao público.

Nesta quinta-feira, no primeiro aniversário da invasão ao Capitólio, o presidente dos EUA, Joe Biden, atacou Trump, afirmando que ele é "um mentiroso" e alguém cujo ego não permite reconhecer a derrota, criticando duramente as tentativas de seu antecessor de reverter o resultado da eleição de 2020, prometendo que não deixará ninguém colocar um "punhal na garganta da democracia".

Trump, que passou o ano passado espalhando teorias de conspiração sobre sua derrota eleitoral para milhões de seguidores, rapidamente respondeu, divulgando uma série de declarações reiterando suas mentiras sobre a eleição "fraudada" e classificando o discurso de Biden como "teatro político".

A Truth Social deve competir com outras plataformas para aqueles que se afastam das redes sociais estabelecidas, por causa de supostas restrições à liberdade de expressão. Gettr, que foi lançado no início de julho pelo ex-assessor de Trump, Jason Miller, assim como Parler e Gab já se posicionaram no mercado.

md/lf (AP, Reuters)