Promotores abrem investigação contra líder da AfD | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 25.05.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Promotores abrem investigação contra líder da AfD

Frauke Petry é suspeita de não ter dito a verdade a autoridades eleitorais durante processo para verificar se a eleição estadual de 2014 na Saxônia correu dentro da lei.

A Promotoria Pública da cidade de Dresden, no leste da Alemanha, abriu nesta quarta-feira (25/05) uma investigação por perjúrio (mentir sob juramento) contra a presidente do partido Alternativa para a Alemanha (AfD), Frauke Petry.

Como Petry é deputada estadual, os investigadores informaram a Assembleia Legislativa da Saxônia sobre o processo, o que na prática é um pedido de revogação da imunidade parlamentar dela. A Assembleia tem até 48 horas para se manifestar. Um porta-voz disse que o pedido foi recebido e adiantou que o presidente da casa parlamentar não vai se opor à investigação.

A líder do partido populista de direita é acusada de não ter dito a verdade ao comitê eleitoral da Assembleia durante o processo para verificar se a eleição estadual de 2014 na Saxônia correu dentro da lei. Uma das acusações diz respeito a empréstimos juntos a filiados para o financiamento da campanha eleitoral da AfD. Petry e outro filiado do partido teriam caído em contradição ao dar explicações sobre esses recursos.

Petry negou as acusações e saudou a investigação, afirmando que ela vai revelar "a fraqueza da denúncia" e dar fim a especulações na imprensa, de acordo com o porta-voz da presidente da AfD.

Fundado em 2013, o partido anti-islâmico não tem parlamentares no Bundestag, mas ganhou força com a crise migratória ao se opor à política de boas-vindas da chanceler federal Angela Merkel. Nas recentes eleições estaduais, obteve assentos em assembleias de metade dos 16 estados alemães.

CN/rtr/afp/epd/dpa

Leia mais