1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Belenenses contra Benfica
Jogadores do Belenenses conversam com o árbitro da partidaFoto: Atlantico Press via ZUMA Press/dpa/picture alliance
SaúdePortugal

Portugal identifica 13 casos da variante ômicron

29 de novembro de 2021

Infecções com a nova cepa do coronavírus, possivelmente mais contagiosa, estão todas relacionadas ao clube de futebol Belenenses, que entrou em campo contra o Benfica apesar de um surto de covid-19 na equipe.

https://www.dw.com/pt-br/portugal-identifica-13-casos-da-variante-%C3%B4micron/a-59968495

Portugal identificou 13 infecções com a nova variante ômicron do coronavírus, comunicou o Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (Insa) nesta segunda-feira (29/11).

Todos os casos estão associados a jogadores do clube de futebol Belenenses, de Lisboa. Um dos casos é de um jogador que recentemente esteve na África do Sul.

"Os testes preliminares efetuados no Insa sugerem, fortemente, que todos os 13 casos associados aos jogadores do Belenenses estejam relacionados com a variante de preocupação ômicron", afirmou a instituição.

O Insa comunicou que todos os infectados estão em quarentena e serão submetidos a novos testes nos próximos dias. Também pessoas que tiveram contato com os jogadores infectados foram postas em quarentena.

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, afirmou que jogadores do Benfica, que no sábado disputou uma partida contra o Belenenses, também serão testados.

Com a confirmação dos casos, Portugal entrou para a lista de países europeus que já constataram infecções com a variante ômicron, que inclui Alemanha, Bélgica, Reino Unido e Holanda, entre outros.

Possivelmente mais contagiosa, a ômicron foi classificada como "variante de preocupação" pela OMS, que afirmou que a cepa representa um risco global muito alto. Vários países impuseram restrições de viagens devido à nova variante.

"Escândalo"

A partida entre o Benfica e o Belenenses, válido pela Liga Portuguesa, está cercada de polêmica já desde antes da realização por causa das infecções com o novo coronavírus na equipe da freguesia de Santa Maria de Belém.

A partida começou com apenas nove jogadores do Belenenses em campo por causa do surto de coronavírus na equipe. Dois deles eram goleiros (um na sua posição, o outro na defesa). Depois do intervalo retornaram apenas sete jogadores.

O juiz interrompeu o jogo logo no início do segundo tempo, quando o Benfica vencia por 7 a 0, depois de o Belenenses perder mais um jogador (o goleiro que atuava fora de posição se lesionou) e restarem apenas seis em campo.

No Reino Unido, o jornal The Guardian chamou a partida de "farsa". Na Espanha, o jornal esportivo marca escreveu que o duelo foi "uma vergonha" e que ele não deveria ter sido disputado.

Na Alemanha, o Bild chamou a partida de "escândalo".

Tanto Benfica e Belenenses comunicaram que se viram obrigados a jogar para não perder de antemão os pontos da partida.

as/lf (AFP, OTS)