Por que seguimos os influenciadores das redes sociais? | Página com os novos conteúdos audiovisuais da DW Brasil | DW | 26.05.2021

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mediateca

Por que seguimos os influenciadores das redes sociais?

[Vídeo] As mídias sociais são novas, mas nosso desejo de seguir ídolos é antigo. Em 1958, o psicólogo americano Herbert Kelman explicou como acabamos capturados por ideias de outras pessoas.

Assistir ao vídeo 03:26

As mídias sociais são novas, mas nosso desejo de seguir ídolos é antigo. Em 1958, o psicólogo americano Herbert Kelman explicou como acabamos capturados por ideias de outras pessoas.

Os três processos que nos tornam vulneráveis a influenciadores são: conformidade, identificação, internalização. São comportamentos que variam desde a necessidade de fazer coisas como todo mundo a uma idolatria descontrolada pelo exemplo de perfeição externado pelos influenciadores.

E neste emaranhado de informações entra o elemento biológico da atratividade, no qual o subconsciente conecta beleza com coisas (e sensações) positivas. E pronto, o suscetível usuário está hipnotizado e quer replicar o que acabara de ver nas redes sociais.