Poloneses choram morte da liderança política do país em acidente aéreo | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 11.04.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Poloneses choram morte da liderança política do país em acidente aéreo

Dezenas de milhares de pessas homenagearam, em Varsóvia, as 97 vítimas do desastre que matou o presidente Lech Kaczynski e inúmeros membros do governo e do Exército. Governante interino ordenou uma semana de luto.

default

Manifestações de luto em Varsóvia reúnem milhares de pessoas

Dezenas de milhares se reuniram neste domingo (11/4) na capital polonesa para homenagear as vítimas do desastre de avião que matou o presidente da Polônia, Lech Kaczynski, e parte da elite do país.

Em toda a Polônia, pessoas homenagearam, com dois minutos de silêncio, as 97 vítimas do acidente. Sirenes soaram no país inteiro às 12h. Pedestres se detiveram e motoristas abandonaram seus carros em respeito ao momento de silêncio.

Já na noite anterior, milhares de pessoas tinham saído às ruas da capital polonesa para homenagear publicamente o chefe de Estado morto, se reunindo em frente ao palácio presidencial. Centenas de velas e flores cobrem o chão da praça em frente ao edifício. Muitas pessoas cantaram hinos religiosos e rezaram. As igrejas abriram suas portas para acolher a população em luto. O comércio, normalmente aberto no domingo, permaneceu, em grande parte, de portas fechadas.

Uma semana de luto nacional

O presidente do Parlamento polonês, Bronislaw Komorowski, assumiu as funções constitucionais de chefe de Estado e ordenou uma semana de luto nacional. O premiê Donald Tusk cancelou sua participação na cúpula sobre segurança nuclear, agendada para segunda-feira em Washington.

"O mundo moderno nunca viveu uma tragédia como esta", disse ele, antes de deixar Smolensk, onde depositou flores no local do acidente, juntamente com o primeiro-ministro russo, Vladimir Putin.

Polen Flugzeugabsturz Trauer

Poloneses rezam pelos mortos na tragédia

O irmão gêmeo do presidente e ex-primeiro-ministro Jaroslaw Kaczynski identificou os corpos de seu irmão e de sua cunhada, Maria. Os restos mortais de todas as vítimas foram resgatados.

Na segunda-feira, a União Europeia pretende prestar sua homenagem aos mortos, com dois minutos de silêncio e todas as bandeiras em Bruxelas a meio mastro.

Investigadores descartam defeito técnico

O acidente ocorreu quando o avião, modelo Tupolev TU-154, se preparava para pousar, em momento de intenso nevoeiro, no aeroporto da localidade de Smolensk, no oeste da Rússia.

A procuradoria russa descarta a hipótese de defeito técnico na aeronave. O avião estava em condições perfeitas, afirmou no domingo o chefe das investigações Alexander Bastrykin, segundo agência de notícias russa Interfax. Exames preliminares da caixa preta não apontaram nenhum indício de problemas técnicos.

Segundo Bastrykin , a torre de controle recomendou várias vezes que o piloto não tentasse aterrissar, por causa da névoa e das más condições meteorológicas . Mesmo assim, a aeronave fez quatro tentativas de pouso, segundo as autoridades russas, tendo sofrido a queda na última.

MD/afp/rtrs/dpa
Revisão: Simone Lopes

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados