Polícia mata a tiros refugiado em Berlim | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 28.09.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Polícia mata a tiros refugiado em Berlim

Pai de menina de seis anos vítima de suposto abuso sexual avança com faca contra agressor e é alvo de disparos. Conduta dos policiais é investigada.

Um imigrante de 29 anos foi morto a tiros pela polícia num abrigo de refugiados em Berlim na noite desta terça-feira (28/09), num incidente envolvendo o suposto abuso sexual de uma menina de seis anos de idade. Os policiais responsáveis pelos disparos estão sendo investigados.

As autoridades foram chamadas a um abrigo de refugiados no bairro Moabit devido à suspeita de abuso. O suposto agressor é um paquistanês de 27 anos, também residente do local. Quando este estava algemado no carro da polícia, o suposto pai da menina, iraquiano, avançou com uma faca contra ele. Segundo testemunhas, o pai da menina gritou: "Você não vai sobreviver a isso."

Os policiais não conseguiram deter o iraquiano, e três teriam disparado. O corpo da vítima passará por uma autópsia nesta quarta-feira, segundo o porta-voz da polícia Martin Steltner. Uma investigação de homicídio foi aberta contra os agentes.

O paquistanês, por sua vez, é investigado devido à acusação de abuso sexual. Relatos de testemunhas, segundo a imprensa loca, apontam que houve a violação.

LPF/epd/dpa

Leia mais