Polícia eleva segurança de igrejas coptas na Europa | Notícias internacionais e análises | DW | 04.01.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Polícia eleva segurança de igrejas coptas na Europa

Há temores de atentados durante o Natal, que os cristãos ortodoxos celebram no dia 7 de janeiro. Segurança é elevada na Alemanha, Áustria, França e Holanda.

default

Bispo Anba Damian alerta para ameaças contra igrejas coptas

Após o atentado contra uma igreja copta em Alexandria, no Egito, cresce em vários países europeus o temor de novos ataques contra templos dessa minoria cristã. A segurança policial de igrejas coptas foi elevada na Alemanha, na Áustria, na França e na Holanda.

Já em dezembro passado, o Departamento Federal de Investigações da Alemanha (BKA, na sigla em alemão) alertara as autoridades para ameaças de atentados contra igrejas coptas divulgados na internet.

Na Alemanha vivem cerca de 6 mil cristãos coptas. Há comunidades em Frankfurt, Munique, Bitburg e Hannover. Estimativas afirmam que há cerca de 5 mil fiéis na Áustria e 45 mil na França.

O bispo da Igreja Ortodoxa Copta da Alemanha, Anba Damian, declarou à imprensa ter recebido várias ameaças. Ele disse à emissora de rádio Bayerischer Rundfunk que há um plano circulando na internet para atacar coptas durante as celebrações do Natal ortodoxo, na véspera do dia 7 de janeiro.

Em Frankfurt, a igreja copta receberá proteção extraordinária também no final de semana, durante uma celebração em homenagem aos 21 mortos de Alexandria.

Na Áustria, um porta-voz do Ministério do Interior disse que o site de uma organização terrorista lista os nomes de 150 coptas que vivem em diversos países, 15 dos quais na Áustria. A organização, autodenominada Estado Islâmico do Iraque, já é conhecida das autoridades locais e teria ligações com a Al Qaeda.

Na França, uma unidade antiterrorismo está investigando as ameaças aos coptas. "A ameaça é muito séria", afirmou um representante da polícia ao jornal Le Figaro. Na Holanda foi elevada a segurança de igrejas em Amsterdã, Eindhoven e Utrecht, locais também citados no site da organização terrorista.

AS/dpa/kna

Revisão: Soraia Vilela

Leia mais