Polícia de Berlim encontra corpo de menino refugiado | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 30.10.2015
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Alemanha

Polícia de Berlim encontra corpo de menino refugiado

Policiais acham no porta-malas de um carro o corpo que acreditam ser de Mohamed Januzi, desaparecido desde o início de outubro. Homem de 32 anos confessa assassinato, após polícia ter recebido pista da mãe do agressor.

Quatro semanas após o desaparecimento do menino bósnio Mohamed Januzi, de 4 anos, a polícia de Berlim encontrou nesta quinta-feira (28/10) um corpo que acredita ser dele. Mohamed sumiu na Agência de Saúde e Assuntos Sociais (Lageso, na sigla em alemão), onde são registrados os requerimentos de asilo na capital, no início deste mês.

O corpo foi encontrado na cidade de Kaltenborn bei Jüterbog, em Brandemburgo, no porta-malas do carro do suspeito de sequestrar o menino. Mais tarde o homem de 32 anos confessou o assassinato e foi preso pela polícia. Durante a detenção, o homem se manteve cooperativo e tranquilo. A polícia presume que ele foi o único autor do crime.

Imagens de vídeo e uma pista dada pela própria mãe do agressor, que reconheceu o filho em imagens divulgadas pela polícia, levaram à prisão do homem.

As autoridades disseram que só a autópsia, a ser concluída ainda nesta quinta, confirmará a identidade da criança, além das causas da morte. Não foram revelados detalhes sobre o crime.

Mohamed, da Bósnia e Herzegovina, estava com sua mãe e irmãos na Lageso quando desapareceu, no dia 1º de outubro. Imagens das câmeras de segurança mostram o menino saindo do local de mãos dadas com um homem.

A promotoria havia oferecido uma recompensa de 10 mil euros por informações que levassem ao suspeito. Outros 10 mil euros foram oferecidos por dois doadores privados. De acordo com o jornal Berliner Zeitung, o suspeito mora no mesmo bairro onde fica a Lageso e foi preso em Kaltenborn bei Jüterbog, a cerca de 90 quilômetros ao sul de Berlim.

CN/dpa/epd/ots

Leia mais