1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Carro da polícia durante operação de busca
Operação de busca em Hannover já dura um diaFoto: picture-alliance/dpa/P. Steffen
Leis e JustiçaAlemanha

Polícia alemã realiza busca no caso Madeleine

28 de julho de 2020

Escavações são realizadas em jardim da região de Hannover. Alemão de 43 anos é principal suspeito pelo desaparecimento da menina inglesa. Promotoria não dá detalhes sobre as diligências.

https://www.dw.com/pt-br/pol%C3%ADcia-alem%C3%A3-realiza-busca-em-investiga%C3%A7%C3%A3o-do-caso-madeleine/a-54355183

A polícia alemã realizou nesta terça-feira (28/07) escavações num jardim no norte da cidade de Hannover, em operação de busca relacionada ao caso da menina inglesa Madeleine McCann, desaparecida em Portugal em 2007. A operação faz parte da investigação de homicídio cujo principal suspeito é um alemão de 43 anos.

"As buscas estão ligadas à nossa investigação do caso Maddie McCann", confirmou Julia Meyer, porta-voz da Procuradoria de Braunschweig, responsável pelo inquérito sobre o desaparecimento de Madeleine.

A porta-voz não forneceu mais detalhes sobre as diligências, além de que a busca no local começou na segunda-feira. Policiais foram vistos colocando possíveis evidências em sacos plásticos, um cão auxiliou na busca. Os investigadores utilizaram uma escavadeira, e árvores chegaram a ser derrubadas.

Madeleine desapareceu em 3 de maio de 2007 na Praia da Luz, Algarve, onde passava férias com a família. Ela ficou no quarto de hotel com os dois irmãos menores, enquanto os pais jantavam num restaurante com amigos. Por volta das 22h00, a mãe percebeu que a menina de três anos havia sumido, enquanto os meninos, então com dois anos, ainda dormiam no apartamento.

Após anos de investigações, o caso ganhou novo contorno no início de junho, quando autoridades das Alemanha anunciaram ter identificado um cidadão alemão de 43 anos como o principal suspeito do crime.

Policiais com pás cavando buraco
Policiais recolheram indícios no jardim da casa suspeitaFoto: picture-alliance/dpa/P. Steffen

Christian B. está preso em Kiel, no norte da Alemanha, por tráfico de droga e já teria duas condenações anteriores por abuso de menores. Em 2019, chegou a ser condenado pelo estupro de uma americana de 72 anos em 2005, também em Portugal, e apresentou recurso. Na época do desaparecimento de Madeleine, o suspeito morava perto da Praia da Luz e teria estado próximo ao hotel onde ela dormia.

Os investigadores alemães estão seguros que Madeleine está morta e tratam o caso como homicídio. A Procuradoria de Braunschweig diz ter "provas ou fatos concretos" que sustentam essa tese, mas não "indícios forenses", uma vez que o corpo da menina inglesa nunca foi encontrado.

Entre 1995 e 2007, Christian B. vivia regularmente em Portugal. Posteriormente, morou por vários anos em Hannover e em Braunschweig, onde trabalhava num quiosque.

A polícia alemã investiga ainda se o suspeito pode estar envolvido no fim de outros dois menores na Alemanha: um menino de 13 anos, encontrado morto em Frankfurt em 1998; e o caso Inga, menina de cinco anos que em 2015 sumiu durante um passeio com a família numa floresta perto de Stendal, a oeste de Berlim.

O advogado de Christian B. nega o envolvimento de seu cliente no desaparecimento e morte das crianças.

CN/ap/dpa/afp/lusa/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 
App | Instagram | Newsletter