Pitadas: Rüeblitorte, bolo de cenoura suíço | Colunas semanais da DW Brasil | DW | 29.07.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Colunas

Pitadas: Rüeblitorte, bolo de cenoura suíço

Originário da região de Aargau, doce cruzou a fronteira e também é apreciado na Alemanha. Diferentemente da versão brasileira, quitute leva cenoura ralada e amêndoas ou avelãs. Confira a receita.

Rüeblitorte

Rüeblitorte costuma ser decorada com cenouras de marzipã

O bolo de cenoura com cobertura de chocolate é queridinho no Brasil. Os suíços também adoram o doce, mas sua versão, chamada rüeblitorte (ou rüblitorte), é bem diferente da brasileira. 

Em vez de a cenoura ser batida no liquidificador e se perder na massa, ela é ralada e pode-se sentir sua textura ao mastigar o bolo. Amêndoas ou avelãs moídas também são marca registrada da rüeblitorte.

O bolo é coberto com geleia de damasco e uma calda de açúcar de confeiteiro e limão e tipicamente decorado com cenouras de marzipã. Algumas receitas levam cravo e canela e kirsch (licor de cereja).

A rüeblitorte é originária da região de Aargau, no norte da Suíça. Uma das receitas mais antigas de que se tem conhecimento data de 1892. Ela é hoje popular em todo o país, sobretudo na Suíça alemã, e atravessou a fronteira, sendo também bastante apreciada na Alemanha.

Até o fim da Segunda Guerra, o bolo era consumido em casa, mas hoje a maioria das padarias e confeitarias da região de Aargau tem a rüeblitorte no cardápio. A hora favorita para comê-la é à tarde, acompanhada de uma xícara de café.

Depois que descobri essa versão do bolo de cenoura, confesso que deixei a receita brasileira em segundo plano. Acho a combinação dos pedacinhos de cenoura e das amêndoas e avelãs, com um toque de canela e a cobertura de limão, simplesmente deliciosa.

Confira a receita de rüeblitorte:

Ingredientes:

250 g de cenoura

6 colheres (sopa) de suco de limão

6 gemas

250 g de açúcar

1 pitada de sal

Raspas de meio limão

6 claras

300 g de amêndoas moídas

75 g de farinha de trigo

150 g de geleia de damasco

75 g de lascas de amêndoas

200 g de açúcar de confeiteiro

16 cenouras de marzipã (opcional)

Modo de preparo:

Descascar e ralar as cenouras. Despejar uma colher de sopa de suco de limão sobre a cenoura. Preaquecer o forno a 200 °C. Untar e enfarinhar a fôrma (26 cm de diâmetro, redonda).

Bater as gemas com metade do açúcar, o sal e as raspas de limão. Bater as claras em neve e ir acrescentando e mexendo aos poucos o açúcar. Com um fuet, misturar aos poucos as amêndoas moídas, a farinha e a cenoura e as claras em neve ao creme de gemas. Despejar a massa na fôrma. Assar por cerca de 50 minutos e deixar esfriar.

Aquecer a geleia e passar por uma peneira. Tostar rapidamente as lascas de amêndoas. Passar a geleia sobre o bolo. Distribuir as lascas de amêndoas nas laterais do bolo. Misturar o açúcar de confeiteiro às cinco colheres de sopa de suco de limão restantes. Distribuir por cima do bolo. Se quiser, decorar com as cenouras de marzipã.

Toda semana, a coluna Pitadas traz receitas, curiosidades e segredos da culinária europeia, contados por Luisa Frey, jornalista aspirante a mestre-cuca.

Leia mais