Piloto russo cai em Idlib e é morto por rebeldes sírios | Notícias internacionais e análises | DW | 03.02.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Mundo

Piloto russo cai em Idlib e é morto por rebeldes sírios

Após sobreviver queda de avião de combate, abatido por míssil antiaéreo, militar russo morre em tiroteio, em região controlada por rebeldes do Organismo de Libertação do Levante.

Sukhoi 25 caiu em área da Síria controlada por insurgentes

Sukhoi 25 caiu em área da Síria controlada por insurgentes

O piloto do avião de combate russo derrubado neste sábado (03/02) por rebeldes sírios no leste da província de Idlib, no noroeste da Síria, morreu em um tiroteio, após saltar de paraquedas, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

O avião russo, modelo Sukhoi 25, caiu numa área entre a cidade de Maarat al Numan e Saraqueb, no leste de Idlib, controlada por facções insurgentes, onde desde 25 de dezembro o governo sírio está efetuando uma ofensiva, com apoio aéreo russo.

O piloto, segundo o Observatório, conseguiu saltar de paraquedas antes do impacto, mas uma vez em terra foi rodeado por uma facção insurgente não identificada e foi abatido após um tiroteio.

O Ministério de Defesa da Rússia confirmou que o seu avião foi derrubado por "um míssil antiaéreo" em Idlib, bem como a morte do piloto. Segundo comunicado do órgão reproduzido pela agência Sputnik, o homem sobreviveu ao impacto, mas foi abatido em terra "durante uma luta com terroristas". A Rússia realiza todos os esforços para recuperar o corpo do piloto, com a ajuda da Turquia, acrescentou a nota.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos indicou que aviões e helicópteros militares lançaram um total de 50 ataques aéreos contra Idlib neste sábado. Pelo menos cinco pessoas morreram em Saraqueb, uma das cidades mais importantes da província, situada próximo à estrada que conecta Aleppo com a capital Damasco.

Os combates das tropas governamentais e seus aliados contra o Organismo de Libertação do Levante, a aliança da ex-filial da Al Qaeda, e outras facções continuam e se concentram na área de Tel Tuqan, situada 11 quilômetros ao leste de Saraqueb. Quase toda Idlib está controlada pelo Organismo de Libertação do Levante e outras facções.

AV/afp,efe,dpa

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais