Piano supostamente tocado por Mozart é descoberto em Baden-Baden | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 04.08.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Cultura

Piano supostamente tocado por Mozart é descoberto em Baden-Baden

Alemão pretendia leiloar um piano adquirido em 1980 na França quando um historiador descobriu que o instrumento pode ter sido tocado por Mozart. Na internet, o piano já vale cinco milhões de euros.

Foto do piano pode ser visto em site da internet

Foto do piano pode ser visto em site da internet

Um piano supostamente tocado por Wolfgang Amadeus Mozart foi descoberto em Baden-Baden, no sudeste da Alemanha, segundo divulgou a emissora de rádio estatal SWR nesta quinta-feira (4/8).

Construído em 1775, o instrumento chegou às mãos do fabricante de pianos Martin Becker nos anos 1980. Ele o comprou de um negociante de antiguidades em Estrasburgo, na França.

"Eu o levei a eventos, escolas de música e feiras", declarou Becker. "Eu o apresentei algumas vezes ao público, para mostrar como eram os pianos daquela época. Naturalmente, sem saber do que realmente se tratava".

Quando Becker decidiu leiloar o piano de 1,5m de cumprimento e 100 quilos pela internet, Andreas Beuermann, historiador especializado em música, se interessou pela oferta e suspeitou que o piano pudesse ser o mesmo instrumento, há tempos perdido, que Mozart tocou quando esteve em Estrasburgo. Inicialmente, Becker pensou em vendê-lo por 30 a 40 mil euros.

Apenas oito exemplares construídos

O instrumento foi mencionado por Mozart em uma carta e foi reconhecido em uma pintura a óleo em Viena, que mostra o compositor Joseph Haydn, contemporâneo de Mozart, tocando um piano que poderia ser o de Becker.

Österreich Geschichte Musik Komponist Wolfgang Amadeus Mozart

Depois de ter sido tocado por Wolfgang Amadeus Mozart, o piano vale 5 milhões de euros

A peça, construída por Christian Baumann – natural da cidade alemã de Zweibrücken – é um dos oito exemplares espalhados pelo mundo até então conhecidos. Ele é considerado um dos construtores de piano favoritos de Mozart.

Becker ofereceu há alguns anos o instrumento à casa de leilões Christie's Deutschland, que o recusou. A Christie's confirmou a procedência do instrumento. Uma porta-voz da casa explicou em Londres que as trocas de correspondência estão sendo analisadas.

Um especialista da casa de leilões teria confirmado que o instrumento era um dos raros pianos de Christian Baumann, mas que a época não teria sido apropriada para vendê-lo. Devido aos altos preços de seguro e de transporte, Christie's raramente faz leilão de pianos. Hoje, o valor do instrumento na internet já atingiu 5 milhões de euros.

JD/dpa/afp

Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais