Petrobras lucra R$ 18,8 bilhões, maior resultado trimestral na história da estatal | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 02.08.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Brasil

Petrobras lucra R$ 18,8 bilhões, maior resultado trimestral na história da estatal

Resultado é quatro vezes maior do trimestre anterior e 87,3 % superior ao do mesmo período de 2018. Privatização da transportadora TAG foi principal responsável pelo saltos nos ganhos, segundo estatal.

Letreiro de prédio da Petrobrás, com marca da empresa em letras metálicas

Privatizações da Petrobras contribuíram para crescimento dos lucros

A Petrobras registrou um lucro líquido recorde de R$ 18,866 bilhões no segundo trimestre de 2019, melhor resultado trimestral da história da empresa, quatro vezes maior que o obtido no trimestre anterior e 87,3 % superior ao do mesmo período de 2018. O principal fator para alavancar os ganhos foi a venda da Transportadora Associada de Gás (TAG), informou a estatal nesta quinta-feira (01/08).

Em relação ao primeiro trimestre, quando a empresa registrou lucro de R$ 4,031 bilhões, o aumento foi de 368%.

"Apresentamos um bom resultado financeiro no segundo trimestre, beneficiado principalmente pela venda da TAG, com lucro líquido alcançando um recorde histórico", afirmou através de nota o presidente da companhia, Roberto Castello Branco. A TAG também afetou o resultado das receitas e despesas operacionais. No segundo trimestre, a receita operacional foi de R$ 8,6 bilhões, contra uma despesa operacional de R$ 11,3 bilhões no trimestre anterior.

Se a venda da transportadora for descontada dos cálculos, o lucro líquido ajustado foi de R$ 5,2 bilhões. Fatores externos, como o preço do petróleo e a taxa de câmbio, também ajudaram a inflar os lucros. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado foi de R$ 32,65 bilhões, aumento de 8,6% em relação ao mesmo período de 2018.

A Petrobras lançou um amplo programa de venda de ativos para se recuperar da grave crise que atingiu a empresa a partir de 2014, consequência da Operação Lava Jato e da queda dos preços do petróleo no mercado mundial. Em julho, a estatal privatizou a BR Distribuidora, arrecadando R$ 8,6 bilhões. Uma das maiores operações desse programa foi a venda em junho de 90% de sua participação na TAG, consórcio liderado pela francesa Engie.

A Petrobras registrou em 2018 seu primeiro lucro líquido anual em cinco anos, de 25,8 bilhões.

MD/afp/efe

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube
App | Instagram | Newsletter

Leia mais