Parlamento aprova pagamento de auxílio para casais terem filhos | Notícias internacionais e análises | DW | 03.11.2006

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Mundo

Parlamento aprova pagamento de auxílio para casais terem filhos

Bundesrat aprova o pagamento de auxílio aos casais que tiverem filhos a partir de 1º de janeiro de 2007.

Opção por ter filhos não deve significar problemas financeiros

Opção por ter filhos não deve significar problemas financeiros

O Bundesrat (câmara alta do Parlamento alemão) aprovou o pagamento de um auxílio aos casais que tiverem filhos a partir de 1º de janeiro de 2007.

O pai ou a mãe que deixar de trabalhar ou diminuir suas horas de trabalho para cuidar do filho recém-nascido receberá o equivalente a 67% do seu salário líquido. O valor máximo a ser pago é 1800 euros.

Mesmo quem não tem rendimentos, como desempregados ou donas de casa, poderá solicitar o valor mínimo, de 300 euros.

O auxílio é pago por 12 meses, podendo ser renovado por mais dois meses, caso aquele que tiver o maior salário (o pai ou a mãe) assumir a responsabilidade de cuidar dos filhos nesse período adicional.

O presidente do SPD, Kurt Beck, saudou a iniciativa como uma importante medida da política familiar alemã. Ele disse esperar que, com a nova lei, os casais deixem de associar a opção por ter filhos com dificuldades financeiras.

A ministra da Família, Ursula von der Leyen, também elogiou a decisão. "Com o dinheiro para os pais, criamos uma proteção de até 14 meses para que jovens pais possam começar uma vida familiar sem enfrentar problemas financeiros."

O dinheiro para os pais (Elterngeld, em alemão) é um dos pontos centrais da política da grande coalizão para melhorar os índices de natalidade na Alemanha.

Link relacionado:

Leia mais