Paris terá calçadão livre de carros ao longo do Sena | NRS-Import | DW | 26.09.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Paris terá calçadão livre de carros ao longo do Sena

Prefeitura da capital francesa aprova proibição de tráfego de automóveis em mais de três quilômetros de margem do rio. Área exclusiva para pedestres e bicicletas faz parte de plano para reduzir poluição na cidade.

Carros já eram proibidos ao longo do Sena nos domingos

Carros já eram proibidos ao longo do Sena nos domingos

A prefeitura de Paris aprovou nesta segunda-feira (26/09) uma proposta para transformar as margens do Sena em calçadão e proibir o tráfego de automóveis ao longo de um trecho do rio. A medida visa baixar os níveis de poluição na cidade, que são maiores do que os permitidos pelas normas da União Europeia.

A prefeita Anne Hidalgo afirmou que a "decisão histórica" é "a reconquista do rio". A medida causou, porém, polêmica. A oposição e representantes de usuários de automóveis rejeitaram a proposta e disseram que o plano piorará o trânsito na cidade.

O tráfego de automóveis foi proibido em 3,3 quilômetros da via Georges-Pompidou, partindo da entrada ao Túnel das Tulherias, junto ao Museu do Louvre, até a saída do túnel Enrique 4º, perto da Praça da Bastilha. Estima-se que cerca de 43 mil veículos circulem pela região diariamente.

Além da proibição da circulação de carros, o projeto do calçadão, estimado em 8 milhões de euros, prevê a  construção de passarelas para os pedestres e a criação de um espaço verde. As obras na região devem começar já nas próximas semanas. As margens do Sena são Patrimônio Mundial da Unesco desde 1991 e atraem milhares de turistas por ano.

Mas o novo calçadão é apenas um dos pontos do programa de antipoluição de Hidalgo, que incluiu ainda a proibição do tráfego de carros na avenida Champs-Elysees no primeiro domingo de cada mês. Segundo especialistas em saúde, a poluição atmosférica é responsável por 2,5 mil mortes ao ano na cidade e 6,6 mil na região metropolitana.

Nos domingos, quando várias ruas ficam fechadas para carros em Paris, as emissões de chegam a cair entre 20% e 40%.

CN/efe/afp/dpa/ap

 

Leia mais