Os filmes brasileiros prestigiados em Cannes | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 23.05.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Os filmes brasileiros prestigiados em Cannes

O curta “O Órfão”, de Carolina Markowicz levou o Queer Palm Prize, prêmio independente voltado para filmes com a temática LGBTQ.

Assistir ao vídeo 01:34

O cinema brasileiro não ficou de fora do Festival de Cannes de 2018. O curta O Órfão, de Carolina Markowicz levou o Queer Palm Prize, prêmio independente voltado para filmes com a temática LGBTQ. A premiação faz parte da mostra paralela Quinzena dos Diretores. Inspirado em uma história real, o filme narra a história de Jonathas. O menino é adotado por uma família que volta atrás na decisão por achá-lo “diferente”. 

Ainda na Quinzena dos Diretores, a brasileira Beatriz Seigner exibiu o longa Los Silencios. O filme investiga a situação de refugiados na fronteira entre o Brasil, a Colômbia e o Peru.

O Brasil também participou da Sessão Especial do Festival de Cannes com O Grande Circo Místico, de Cacá Diegues. O diretor, que já tem história com o festival francês, voltou a Cannes com um enredo sobre 5 gerações de uma família circense. O longa é uma coprodução entre Portugal, Brasil, França.