1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Partidários do PT em Fortaleza: no Ceará, Bolsonaro foi apenas terceiro
Partidários do PT em Fortaleza: no Ceará, Bolsonaro foi apenas terceiroFoto: Reuters/N. Doce

O mapa da eleição: como votaram os estados

Fernanda Pugliero
8 de outubro de 2018

Bolsonaro teve votações expressivas no Sudeste e Sul do país, terminando na frente em 16 estados e no Distrito Federal. O melhor desempenho de Haddad, que ganhou em nove estados, foi no Nordeste. Ciro venceu no Ceará.

https://p.dw.com/p/368pO

Estreantes na candidatura à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) vão disputar a preferência do eleitor no segundo turno, no dia 28 de outubro.

No primeiro turno, Bolsonaro venceu em 16 estados e no Distrito Federal. Haddad fechou na frente em nove estados. Já Ciro Gomes (PDT) conquistou a maioria dos votos em seu domicílio eleitoral, o Ceará, onde desponta como primeiro colocado. As informações são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O melhor desempenho do petista foi no Nordeste. Bolsonaro teve votações expressivas no Sudeste e no Sul do país.

A maior vantagem de Bolsonaro, em pontos percentuais, foi registrada em Santa Catarina, onde ficou com 65,82% dos votos válidos. Em Roraima, estado que tem recebido milhares de venezuelanos nos últimos anos por causa da crise no país vizinho, o militar conquistou 62,97% do eleitorado.

Já a disputa mais apertada entre os dois melhores colocados no primeiro turno ocorreu no Tocantins, onde Bolsonaro venceu com 44,64% dos votos válidos, contra 41,12% de Haddad.

A maior margem do petista sobre seu oponente, por sua vez, foi no Piauí, onde obteve 63,4% dos votos válidos contra 18,76% de Bolsonaro.

Além do Ceará, onde Ciro aparece como primeiro colocado com 40,95% (Haddad teve 33,12%, e Bolsonaro, 21,74%), os dois candidatos que disputam a Presidência no segundo turno só não ocupam juntos as duas primeiras posições no Rio de Janeiro. Naquele estado, Ciro recebeu 15,22% dos votos, ficando atrás de Bolsonaro, que somou 59,79%, mas à frente de Haddad, com 14,69%.

Em praticamente todos os estados do país, Bolsonaro, Haddad e Ciro ocupam as três primeiras colocações em números de votos. As exceções são o Acre e Roraima, onde Geraldo Alckmin (PSDB) ocupa a terceira colocação. Por ali, o ex-capitão aparece em primeiro, e o petista, em segundo.

O resultado nos estados mostra um quadro que já estava se desenhando desde os últimos pleitos. Desde 2006, o PT não domina mais o Sudeste. Por outro lado, o Nordeste segue como reduto petista.

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp
App | Instagram | Newsletter

Pular a seção Mais sobre este assunto