O dia que prenuncia como será o verão na Alemanha | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 27.06.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Alemanha

O dia que prenuncia como será o verão na Alemanha

O dia 27 de junho aparece no calendário como "Siebenschläfertag", Dia dos Sete Dormentes. Crença popular baseada em lenda diz que condições meteorológicas registradas na data se repetirão pelas próximas sete semanas.

Mulher com guarda-chuva sob o sol

Na Alemanha, torcida para que o dia 27 de junho seja de sol e sem chuva é grande

O verão mal começou na Europa, e todos já anseiam por sol e calor nas próximas semanas. Hoje em dia, a meteorologia dispõe da exatidão de satélites e computadores, mas como as pessoas faziam antigamente?

Na Alemanha, o dia 27 de junho ainda é indicado no calendário como Siebenschläfertag, o Dia dos Sete Dormentes. Segundo a crença popular, as condições meteorológicas neste dia determinam a tendência para as próximas sete semanas. Por isso, é grande a torcida para que não chova na data.

A lenda dos Sete Dormentes ou dos Sete Dorminhocos de Éfeso tem tradição no cristianismo e no islamismo. Conta-se que o imperador Décio viajou a Éfeso, hoje na Turquia, onde havia construído templos para oferecer sacrifícios aos deuses. Mas sete jovens – Maximiliano, Malco, Marciano, Dionísio, João, Serapião e Constantino – haviam se convertido ao cristianismo e não aceitavam esse tipo de culto. 

Cavernas da lenda dos Sete Dormentes de Éfeso

Cavernas da lenda dos Sete Dormentes de Éfeso, na Turquia

Ao saber disso, o imperador não quis condená-los logo, mas deu-lhes tempo para refletir e retratar-se. Eles então distribuíram todos os seus bens aos pobres e se refugiaram numa caverna, onde passaram a viver escondidos. Para prendê-los, Décio mandou construir um muro diante da caverna no ano 251. Diz a lenda que eles só seriam descobertos em 27 de junho de 446, quando teriam sido acordados de um sono profundo e libertados.

Novo calendário mudou a data

A história entrou para o calendário cristão como Lenda dos Sete Dormentes quando o bispo Gregório de Tours traduziu a versão oriental para o latim. No século 16, o dia 27 de junho foi associado ao prenúncio das condições meteorológicas para as semanas seguintes. Há inclusive um ditado: "Das Wetter am Siebenschläfertag noch sieben Wochen bleiben mag" ("O tempo do Dia dos Sete Dormentes pode permanecer por mais sete semanas").

Na realidade, hoje a data correta seria outra. Com a promulgação do calendário gregoriano em 1582, foram suprimidos dez dias do calendário juliano, e o Dia dos Sete Dormentes cairia hoje em 7 de julho.

Siebenschläfer

O arganaz cinzento ou Siebenschläfer dorme muito, mas não tem nada a ver com a previsão meteorológica

Na Europa, existe também um animal chamado Siebenschläfer, cujo nome científico é Glis glis, mas que nada tem a ver com o Siebenschläfertag. Em português, é chamado arganaz cinzento. No inverno, o roedor, que vive na parte central do continente, hiberna durante sete meses – daí o nome (sieben=sete; schläfer=dorminhoco).

Meteorologistas explicam

Do ponto de vista meteorológico, a crendice popular tem fundamento, se nos basearmos no período entre o final de junho e o começo de julho. Surpreendentemente, a probabilidade de um verão fresco e úmido é relativamente grande quando a pressão atmosférica sobre a Europa central é mais baixa que o normal nessa época.

Os meteorologistas associam a baixa pressão atmosférica ao que chamamos de "mau tempo". A explicação técnica são correntes de ar em alta altitude sobre as zonas de clima temperado. Se essas correntes se localizam mais ao sul, forma-se um forte anticiclone dos Açores (de alta pressão) e, ao mesmo tempo, um forte centro de baixa pressão atmosférica sobre a Islândia. Isso traz um tempo frio e úmido à Europa Central.

Segundo os meteorologistas, quando essa situação ocorre entre o final de junho e o início de julho, a probabilidade de se estender por julho e agosto é de 70% a 80% no sul da Alemanha, Hungria e Áustria. Já para o norte da Alemanha, a probabilidade de o tempo não mudar nas semanas seguintes  é de 50% a 60%. 

Leia mais