O Brasil na imprensa alemã (29/01) | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 29.01.2020
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Brasil

O Brasil na imprensa alemã (29/01)

Jean Wyllys fala a diário berlinense que não se arrepende da cusparada no rosto de Bolsonaro. Jornais alemães destacam ainda denúncia contra Vale e TÜV Süd e acusação contra jornalista americano Glenn Greenwald.

Jean Wyllys

Jean Wyllys em Berlim, em fevereiro de 2019

Die Tageszeitung – Eu faria tudo de novo, diz Wyllys sobre a cusparada, 27/01/2020

Wyllys veste um cachecol vermelho e grita ao microfone para poder ser ouvido em meio aos gritos. Ele vota contra o impeachment. Depois de votar, passa ao lado de Bolsonaro e cospe na cara do atual presidente. "Eu faria tudo de novo", diz Wyllys, ao telefone. Hoje ele mora nos EUA e leciona e pesquisa na Universidade de Harvard. Ele partiu porque não se sentia mais seguro no Brasil. Jean Wyllys é o primeiro político brasileiro com um mandato a se ver obrigado a ir para o exílio desde a ditadura militar.

Der Tagesspiegel – Catástrofe com selo de aprovação da TÜV, 23/01/2020

O que mais incomoda as pessoas: a Vale mandou avaliar a estabilidade da barragem quatro meses antes da tragédia. Em setembro de 2018, inspetores da empresa alemã TÜV Süd atestaram que a barragem da mina Feijão era estável. A empresa de inspeção entrara no mercado brasileiro de certificação de minas em 2012. Mais tarde, dois trabalhadores da TÜV disseram que a Vale exerceu pressão sobre eles para que a avaliação fosse positiva. Eles atenderam ao "desejo" da Vale. Pelo jeito, a TÜV Süd não queria perder um cliente que pagava bem.

Die Tageszeitung – Acusação contra Glenn Greenwald, 23/01/2020

O estrondo veio na terça: o Ministério Público brasileiro acusou sete pessoas de cibercriminalidade. No ano passado, os acusados teriam hackeado o celular do juiz Sergio Moro e do promotor Deltan Dallagnol. Entre essas sete pessoas está também o conhecido jornalista americano Gleen Greenwald.

Greenwald, um dos fundadores do site investigativo The Intercept Brasil, publicou em junho passado várias notícias com base em mensagens privadas do Telegram que colocavam em dúvida a imparcialidade do juiz Sergio Moro e sugeriam uma proximidade entre o juiz e o procurador Dallagnol.

Tagesschau.de – Mais vítimas das tempestades no Brasil, 28/01/2020

No Brasil, o número de mortos por causa das chuvas aumentou. As autoridades já falam em 54 pessoas. Dezenas de milhares tiveram de deixar suas residências. E a chuva vai continuar. Os estados mais atingidos são Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro.

AS/ots

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube 
App | Instagram | Newsletter

Leia mais