Nova Zelândia completa 100 dias sem transmissão local de coronavírus | Notícias internacionais e análises | DW | 10.08.2020

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Coronavírus

Nova Zelândia completa 100 dias sem transmissão local de coronavírus

Governo da premiê Jacinda Ardern, no entanto, afirma que não pretende baixar a guarda. País segue com fronteiras sob rígido controle, impondo quarentena para quem chega do exterior.

Premiê Jacinda Ardern

Premiê Jacinda Ardern declarou no início de junho que país estava livre do vírus. Mas governo continua a impor rígido controle na fronteira

A Nova Zelândia completou neste domingo (09/08) 100 dias sem registrar contágios domésticos por coronavírus. No entanto, as autoridades do país continuam a advertir que baixar a guarda está fora de questão.

No momento, o país vem acompanhando 23 casos de pessoas com covid-19. Todos esses casos envolvem pessoas que vieram do exterior e foram diagnosticadas ao chegar ao país. Elas seguem em quarentena.

"Conseguir 100 dias sem transmissão na população é um passo importante, contudo, como todos sabemos, não nos podemos dar ao luxo de qualquer negligência", disse o diretor de Saúde do país, Ashley Bloomfield.

"Temos visto no exterior quão rápido o vírus pode reaparecer e propagar-se em lugares onde anteriormente estava sob controle, e temos de estar preparados para rapidamente frear quaisquer novos casos no futuro na Nova Zelândia", acrescentou.

A Nova Zelândia, com uma população de cinco milhões de habitantes, teve 1.219 casos confirmados de coronavírus desde fevereiro, com o último diagnóstico local identificado em 1° de maio. Ao todo, 22 pessoas morreram no país.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou a reação do país de exemplar por "eliminar com sucesso a transmissão na população".

No início da pandemia, a Nova Zelândia fechou suas fronteiras e impôs uma quarentena estrita de um mês de duração logo após o início do surto. O primeiro caso no país foi detectado em 28 de fevereiro de 2020.

As medidas mostraram resultado. Em maio, pela primeira vez, a Nova Zelândia já não registrava novos casos locais de coronavírus. No início de junho, a primeira-ministra neozelandesa, Jacinda Ardern, removeu todas as medidas restritivas impostas no país após o último paciente com covid-19 no país receber alta.

Por outro lado, as fronteiras da Nova Zelândia são agora estritamente controladas, e qualquer pessoa que entre no país está sujeita a uma quarentena de 14 dias.

No caso de uma segunda onda, o governo solicitou que todos os núcleos familiares guardassem kits de abastecimento de emergência, incluindo máscaras.

JPS/lusa/rtr

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Facebook Messenger | Twitter
YouTube | App | Instagram | Newsletter

Leia mais