Nasa cancela caminhada espacial 100% feminina por falta de trajes | Novidades da ciência para melhorar a qualidade de vida | DW | 26.03.2019
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Ciência

Nasa cancela caminhada espacial 100% feminina por falta de trajes

Missão que entraria para a história foi cancelada após astronauta perceber que preferia traje de tamanho médio em vez de grande. De 214 caminhadas espaciais, nenhuma foi composta exclusivamente por mulheres.

A astronauta da NASA Christina Koch, no meio, dá apoio a Nick Hague, à esquerda, e a Anne McClain, à direita, em seus trajes espaciais, pouco antes do início de uma caminha da espacial (picture-alliance/dpa/NASA)

A astronauta da NASA Christina Koch, no meio, dá apoio a Nick Hague, à esquerda, e a Anne McClain, à direita, em seus trajes espaciais, pouco antes do início de uma caminha da espacial.

As astronautas da Nasa Anne McClain e Christina Koch iriam fazer história na próxima sexta-feira (26/03) ao realizar a primeira caminhada espacial composta exclusivamente por mulheres. O plano, contudo, foi abortado devido à falta de trajes espaciais do tamanho adequado.

O plano original era de que o par desse seguimento à instalação de novas baterias de íons de lítio nos painéis solares da Estação Espacial Internacional (ISS). Mas a Nasa informou nesta segunda-feira (25/03) que os administradores da missão decidiram substituir McClain pelo seu colega Nick Hague.

McClain e Hague fizeram uma caminhada espacial no último dia 22, ocasião em que McClain percebeu que se sentia melhor usando a parte superior do traje espacial de tamanho médio, em vez do grande.

"Já que apenas um traje para o torso de tamanho médio estará disponível até sexta-feira, 29 de março, Koch vai usá-lo", disse a Nasa em comunicado. Assim, McClain será substituída por Hague e deve realizar em uma caminhada espacial futura, em 8 de abril, com um astronauta homem, o canadense David Saint-Jacques.

"Anne treinou com os tamanhos médio e grande e achou que poderia usar o tamanho grande, mas decidiu depois da caminhada da última sexta que o tamanho médio serve melhor", escreveu a porta-voz Stephanie Schierholz no Twitter. "Nesse caso, é mais fácil (e rápido!) mudar os astronautas do que reconfigurar o traje espacial", completou.

Os trajes especiais a bordo da estação são compostos por diversas partes que são combinadas de forma a se adaptar ao corpo de cada astronauta.

O anúncio da Nasa causou desapontamento de muitos que acompanhavam a missão nas redes sociais. Alguns internautas argumentaram que uma missão totalmente feminina já deveria ter ocorrido há tempos. Outros afirmaram que, embora o momento histórico tenha sido adiado, a segurança vem em primeiro lugar.

"Estou muito desapontada... mas também apoio que astronautas tenham autoridade para dizer ‘estarei mais segura usando um equipamento diferente'", disse a editora sênior da ONG americana The Planetary Society, Emily Lakdawalla. "Uma caminhada espacial exclusivamente feminina IRÁ acontecer em algum momento."

Quase 60 anos depois de o primeiro ser humano ter ido ao espaço, menos de 11% das mais de 500 pessoas que saíram da Terra foram mulheres. Desde que a EEI foi instalada em 1998, as equipes das 214 caminhadas espaciais realizadas até o momento foram ou somente compostas por homens ou por homens e mulheres.

A EEI gira ao redor da Terra a cerca de 28 mil quilômetros por hora, a uma distância de 400 quilômetros da superfície, e completa 16 órbitas ao dia.

A EEI pesa atualmente cerca de 400 toneladas e tem 100 metros de comprimento e 80 de largura. O espaço habitável equivale a uma casa com seis quartos, dois banheiros e uma academia, e a tripulação oscila entre três e seis pessoas, embora o espaço já tenha abrigado 13 pessoas.

PJ/efe/rtr/dpa/afp

______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App | Instagram | Newsletter

Leia mais