Morre bilionário alemão dono de rede de supermercados populares | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 28.07.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Morre bilionário alemão dono de rede de supermercados populares

Fundador da rede Aldi e um dos homens mais ricos da Alemanha, Theo Albrecht morreu aos 88 anos. Vendendo produtos baratos e de qualidade, ele e o irmão levantaram um império varejista a partir da mercearia da mãe.

default

Theo Albrecht em uma rara imagem pública, de 1971

O bilionário cofundador da rede de supermercados baratos Aldi, Theo Albrecht, morreu no sábado passado, aos 88 anos, segundo comunicado divulgado pela companhia nesta quarta-feira (28/7).

Albrecht e seu irmão mais velho, Karl, fundaram um supermercado em sua cidade natal, Essen, na Alemanha, após a Segunda Guerra Mundial. A cadeia se tornou uma das maiores do gênero na Europa.

De acordo com a revista americana Forbes , Theo Albrecht estava no lugar 31 da lista das pessoas mais ricas do mundo em 2010. Segundo a Forbes e a publicação alemã Manager Magazin, ele era o segundo alemão mais rico, com uma fortuna calculada em quase 17 bilhões de euros. À frente dele, só estava seu irmão, Karl.

Divisão em dois grupos

Os irmãos Albrecht dividiram a companhia em 1960 nos grupos Aldi Nord (norte) e Aldi Süd (sul). Theo Albrecht tomou o controle da parte norte e ampliou sua rede para fora da Alemanha, na Dinamarca, França, Bélgica, Espanha, Polônia e outros países europeus.

Karl Albrecht, de 90 anos, cuja empresa expandiu-se para os EUA, Reino Unido, Irlanda, Austrália e também outros países europeus, é o número 10 do ranking da revista Forbes , com uma fortuna estimada em cerca de 18 bilhões de euros.

A Aldi, cujo nome é uma abreviação de "Albrecht Discount", é conhecida por produtos de qualidade, um sortimento limitado de itens de consumo cotidiano, lojas de decoração modesta e, sobretudo, mercadorias a preço baixo.

Versão alemã do "sonho americano"

Dossierbild 2 ALDI Logo

O Aldi é uma das redes de supermercados mais conhecidas da Europa

Manteiga barata, enlatados a preços módicos e vinhos espumantes que são uma pechincha fizeram de Theo Albrecht um dos dois homens mais ricos da Alemanha. A história dos dois irmãos, fundadores da rede Aldi, é a versão alemã do chamado "sonho americano", uma ascensão partindo da pobreza até chegar ao status de milionário.

Nascido em 28 de março de 1922, Theo Albrecht cresceu, juntamente com o irmão dois anos mais velho, em um ambiente humilde. O pai era mineiro e, devido a problemas pulmonares, teve que aceitar um emprego de baixo pagamento em uma fábrica de pães. A mãe abriu, então, uma mercearia na periferia de Essen para ajudar a sustentar a família.

Ambos os filhos continuaram o negócio da mãe, após retornarem do front da Segunda Guerra Mundial. Eles assumiram a mercearia em 1946 e foram construindo, aos poucos, uma pequena rede de lojas. Logo eles perceberam que com preços baixos também é possível se ganhar dinheiro.

Primeiro supermercado em 1962

O primeiro supermercado Aldi foi inaugurado em 1962, em Dortmund, tendo como filosofia vender barato em lojas populares de decoração simples e com pouca variedade de produtos. O sucesso os deu razão e o faturamento explodiu.

Mas enquanto a logomarca da empresa Aldi é vista em várias partes do planeta, a vida privada dos seus fundadores quase não é conhecida. Principalmente no caso de Theo Albrecht, depois que ele foi sequestrado em novembro de 1971, tendo sido solto do cativeiro após 17 dias. Dali em diante, ele passou a viver isolado da vida pública.

Por isso, existem hoje poucas fotos dos irmãos empresários. Theo Albrecht se retirou há anos da administração de sua empresa. Em 1993, transferiu a liderança dos negócios da Aldi Nord para seu filhos Berthold e Theo Junior.

Autor: MD/dpa/ap/afp
Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais