Ministro do Exterior culpa Merkel por ascensão da AfD | Todas as informações sobre as eleições na Alemanha em 2017 | DW | 14.09.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Eleição na Alemanha

Ministro do Exterior culpa Merkel por ascensão da AfD

Social-democrata diz que chanceler federal é parcialmente responsável pelo fortalecimento dos populistas de direita por ter negligenciado necessidades de cidadãos alemães menos favorecidos durante crise de refugiados.

Partidária da AfD exibe adesivo anti-Merkel

Partidária da AfD exibe adesivo com o rosto de Merkel e a expressão "esta não é a minha chanceler"

O ministro alemão do Exterior, Sigmar Gabriel, atribuiu à chanceler federal Angela Merkel parte da responsabilidade pelo fortalecimento do partido populista de direita Alternativa pela Alemanha (AfD). O social-democrata acusou a chefe de governo de ter negligenciado problemas dos cidadãos alemães durante a crise dos refugiados. A declaração foi dada em entrevista publicada nesta quinta-feira (14/09) pela revista Der Spiegel.

Gabriel afirmou que, na época da crise, foi difícil convencer Merkel e seus correligionários de que "também precisamos cuidar daqueles que, do contrário, se sentem como se nós os tivéssemos esquecido".

Leia mais:

"Teremos de novo nazistas no Reichstag", afirma ministro alemão do Exterior

Jornal divulga e-mail racista atribuído à candidata da AfD

O ministro citou como exemplo uma proposta, que teria feito na época, para triplicar a construção de imóveis subvencionados para a população menos favorecida e criar uma aposentadoria mínima. As ideias, segundo ele, seriam uma demonstração "de que nós também estamos preocupados com os problemas sociais da população do país".

De acordo com o social-democrata, as propostas foram rejeitadas pelo ministro das Finanças, o democrata-cristão Wolfgang Schäuble. "Agora, os radicais de direita exploram essa negligência de forma despudorada", lamentou.

Gabriel se disse preocupado com a possibilidade de a AfD conseguir os votos necessários para entrar no Bundestag, o Parlamento alemão, o que deverá acontecer, segundo pesquisas de intenção de voto. "Se isso acontecer, nazistas vão discursar no Reichstag pela primeira vez em mais de 70 anos", afirmou, referindo-se à denominação do prédio que abriga o Bundestag.

MD/afp/ots

Leia mais