Milhares protestam em Bonn contra combustíveis fósseis | Novidades da ciência para melhorar a qualidade de vida | DW | 04.11.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Meio ambiente

Milhares protestam em Bonn contra combustíveis fósseis

Manifestantes pedem ao próximo governo alemão que encerre utilização de carvão e apoie energias renováveis. Marcha antecede cúpula do clima da ONU, que começa em dois dias na cidade alemã.

Milhares de pessoas saíram neste sábado (04/11) às ruas de Bonn, no oeste da Alemanha, para exigir o fim do uso de combustíveis fósseis, em especial o carvão, dois dias antes de a cidade receber a 23ª Conferência do Clima da Nações Unidas (COP23).

Especial sobre a Cúpula do Clima em Bonn

Segundo os organizadores, a marcha, que seguiu do centro da cidade até a sede local das Nações Unidas, reuniu 25 mil pessoas. A polícia calculou o número de participantes em 10 mil. A manifestação foi convocada por cerca de cem organizações ambientais e de direitos civis.

UN-Klimakonferenz 2017 in Bonn | Demonstration & Protest

Manifestante pede que o próximo governo alemão determine fim do uso de carvão

"Juntos enviamos hoje um importante sinal para uma luta consciente contra a mudança climática e o abandono do carvão. O abandono rápido e socialmente suportável do carvão conta com apoio do núcleo da sociedade", afirmaram os organizadores, em comunicado divulgado pela ONG Amigos da Natureza.

Além disso, os manifestantes exigiram que o próximo governo do país, ainda não formado, aplique de forma efetiva o Acordo de Paris, assinado durante a COP21, e apoie cada vez mais o uso das energias renováveis.

Homem fantasiado de Donald Trump durante protesto

Manifestantes criticaram decisão de Trump de tirar os EUA do Acordo de Paris

Em paralelo, cerca mil ciclistas pedalaram cerca de 30 quilômetros de Colônia a Bonn para defender o abandono do uso de combustíveis fósseis no trânsito.

Klimakonferenz Bonn COP23 Fahrraddemonstration

Milhares de ciclistas pedalaram de Colônia até Bonn para defender fim do uso de combustíveis fósseis no trânsito

A COP23 começa na próxima segunda-feira na cidade alemã e pretende detalhar como será a implementação do Acordo de Paris para conter a mudança climática e o aquecimento global. O encontro deverá reunir cerca de 23 mil pessoas, vindas de 197 países.

A reunião é a primeira depois do anúncio do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de que vai tirar o país do acordo.

AS/efe/ard/rtr/afp

Leia mais

Links externos