Merkel é alvo de mais de mil queixas criminais | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 30.08.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Merkel é alvo de mais de mil queixas criminais

Ministério Público recebeu centenas de queixas contra chanceler federal alemã desde o início da crise migratória, em 2015. Maioria das acusações veio de apoiadores do partido populista de direita AfD.

Merkel

Ministério Público afirmou que queixas contra Merkel são "infundadas"

O Ministério Público Federal da Alemanha recebeu mais de mil queixas criminais contra a chanceler federal alemã, Angela Merkel, desde o início da crise migratória, em 2015, noticiou um diário local alemão nesta quarta-feira (30/08). Entre as acusações estaria a de alta traição, ou seja, a traição contra o Estado.

Leia a cobertura completa sobre a eleição na Alemanha em 2017

"Todas as acusações criminais contra a chanceler federal provaram ser infundadas", disse Frauke Köhler, porta-voz do órgão federal localizado em Karlsruhe ao jornal Mannheimer Morgen.

De acordo com a reportagem do jornal, uma grande parte das queixas criminais veio do círculo de apoiadores do partido populista de direita Alternativa para a Alemanha (AfD).

O partido criticou, em diversas ocasiões, o acolhimento de centenas de milhares de refugiados pela Alemanha. Na terça-feira, Merkel foi vaiada por populistas de direita num comício no estado de Saxônia-Anhalt, no leste do país.

O Ministério Público Federal é responsável por questões que afetam a segurança interna e externa da Alemanha. O órgão é obrigado a examinar todas as queixas criminais recebidas.

PV/dpa/ots

Leia mais