Menina que chorou em evento com Merkel ganha visto de residência | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 24.12.2015
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Menina que chorou em evento com Merkel ganha visto de residência

Adolescente Reem Sahwill e sua família recebem autorização para ficar na Alemanha até outubro de 2017. Menina ficou famosa após chorar diante da chanceler alemã.

A adolescente refugiada palestina que comoveu o mundo ao chorar durante uma conversa com a chanceler federal Angela Merkel poderá permanecer na Alemanha, afirmaram autoridades alemãs nesta quinta-feira (24/12).

De acordo com as autoridades, que falaram ao jornal alemão Bild, a adolescente Reem Sahwill, de 14 anos, e sua família receberam visto de residência válido até outubro de 2017. A família deverá buscar a permissão nos próximos dias.

As autoridades de imigração da cidade de Rostock, no norte alemão, afirmaram que Reem, seus pais e seu irmão estão autorizados a permanecer no país devido à sua integração bem-sucedida na sociedade. O pai da adolescente presta auxílio a outros refugiados.

Reem, que, de acordo com relatos, tem fluência em cinco línguas e é uma excelente estudante, contou para Merkel durante um debate televisivo que sua família – que chegou a Rostock vinda de um campo de refugiados libanês, há quatro anos – estava amaeçada de deportação. Ela disse que queria ficar na Alemanha e estudar, mas que seu futuro era incerto.

"Eu quero estudar, esse é o meu desejo", afirmou. Merkel respondeu que a Alemanha não poderia acolher todos, o que levou a estudante às lágrimas. A chanceler então se aproximou de Reem e tentou consolá-la. Nas mídias sociais, muitos classificaram a reação de Merkel como "fria".

Após a repercussão do caso na mídia, a menina e sua família receberam uma permissão de residência provisória até março de 2016.

FC/afp/dpa

Leia mais