Mario Götze: o novo gênio do futebol alemão | Leia as principais notícias sobre o futebol internacional | DW | 14.08.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Mario Götze: o novo gênio do futebol alemão

Aqueles que não o conheciam antes do amistoso da Alemanha contra o Brasil com certeza não esquecerão mais seu nome. E quem já admirava o jovem talento confirmou o que já sabia: Mario Götze é um jogador genial.

default

Götze marcou o segundo gol na vitória contra o Brasil

O meia do Borussia Dortmund – atual campeão alemão – brilhou nesta quarta-feira (10/08), na partida em que a Alemanha derrotou o Brasil pela quarta vez na história, por 3 a 2. Foi o jovem talento quem marcou o segundo dos três gols contra a seleção verde-amarela. Aos 19 anos, Mario Götze, apelidado pela imprensa de Götzinho, é o mais novo ídolo do futebol alemão.

"Não tenho a menor ideia de onde saiu esse apelido, ninguém me chama assim. Todos, tanto no Dortmund como na seleção alemã, me tratam pelo meu prenome", disse Götze após a partida contra o Brasil. A imprensa alemã começou a referir-se ao jogador utilizando o sufixo "inho". O apelido é um tributo à sua habilidade com a bola, com a qual realiza feitos espetaculares – geralmente esperados de um brasileiro e não de um europeu.

Flash-Galerie Fußball Freundschaftsspiel Deutschland - Brasilien

Para Joachim Löw, técnico da Alemanha, Götze "faz as coisas mais simples de uma forma genial"

Mas Götzinho, com sua contagiante alegria ao jogar, é o principal responsável pelo entusiasmo que desperta entre os alemães e que está na origem do apelido. O jovem talento diz que a situação o deixa encabulado, mas nem a imprensa, nem a torcida, nem os especialistas estão exagerando: um jogador desse nível e com tanto futuro pela frente não se via há muito tempo na Alemanha.

O lendário símbolo do futebol alemão Franz Beckenbauer não poupou elogios ao garoto do Dortmund. "Götze tem as mesmas virtudes que Lionel Messi, a mesma compreensão de jogo e técnica. E ele é um jogador de puro instinto – exatamente como Messi."

O técnico da seleção alemã, Joachim Löw, também reconheceu as qualidades do meia. "Ele tem uma técnica grandiosa e vê tudo o que está acontecendo em campo. Ele dá passes precisos e faz as coisas mais simples parecerem formidáveis. Para cada situação ele encontra a saída correta: são as coisas mais simples que ele faz de uma forma genial", diz.

Flash Galerie Mario Götze

Götze se revelou no Borussia Dortmund, onde começou ainda garoto

A cria do Dortmund

Considerando o lugar onde nasceu – na Baviera, em 3 de junho de 1992 –, Götze deveria ter acabado no Bayern de Munique. O destino, porém, levou-o ao Dortmund, clube da cidade para a qual ele se mudou aos 6 anos de idade. Seu pai, professor universitário, aceitara um emprego na faculdade de eletrônica e informática.

No Dortmund, Götze passou por todas as equipes juvenis. Com apenas 17 anos e cinco meses, foi convocado para o time profissional, para estrear na Bundesliga em 21 de novembro de 2009. O primeiro gol no Campeonato Alemão veio em agosto de 2010. O primeiro gol internacional, em setembro do mesmo ano, foi marcado na Copa da Uefa.

O título do Dortmund no último Campeonato Alemão teve relação direta com o rendimento de Götze: ele não é apenas um entre os vários novos talentos da equipe, mas teve um papel de destaque na conquista, com seis gols e 15 assistências. Com isso, alcançou reconhecimento e popularidade. Não é em vão que o diretor esportivo da Federação Alemã de Futebol, Matthias Sammer, assegura que o jogador é "um dos maiores valores, se não o maior, que tivemos na nossa história".

Germany's Mario Goetze scores the 2-0 lead against Brazil's goalkeeper Julio Cesar (R) during the international friendly soccer match Germany vs Brazil at Mercedes-Benz Arena in Stuttgart, Germany, 10 August 2011. Foto: Uli Deck dpa/lsw +++(c) dpa - Bildfunk+++

O gol contra o Brasil difundiu o apelido Götzinho na imprensa alemã

A confirmação

Na partida contra o Brasil, Götze conseguiu passar de promessa a realidade. Seu nome, há um ano conhecido apenas entre especialistas, faz agora parte do vocabulário do futebol alemão e – desde o amistoso de quarta-feira, transmitido ao vivo para 190 países – também do internacional.

Não foram apenas suas jogadas ou o gol que chamaram a atenção. Impressionou a maturidade com a qual o meia se portou ao longo dos 90 minutos diante de um rival do porte do Brasil, enfrentando jogadores tão experientes quanto Lucio, do Milan, ou Dani Alves, do Barcelona, sem medo algum. Mario Götze, o Götzinho, desenvolveu seu futebol confiando em seu talento e confirmou ser o novo gênio do futebol alemão.

Autor: Daniel Martínez (lf)
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais