1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Rocco Morabito
Rocco Morabito foi um dos mais poderosos chefes da 'Ndrangheta Foto: picture-alliance/ROPI/Pod/Fotogramma

Mafioso foragido há 23 anos é preso no Uruguai

4 de setembro de 2017

Um dos homens mais procurados da Itália, Morabito foi condenado a 30 anos de prisão por chefiar organização líder do tráfico de cocaína na Europa. Ele vivia no país sul-americano com passaporte brasileiro falso.

https://www.dw.com/pt-br/mafioso-foragido-h%C3%A1-23-anos-%C3%A9-preso-no-uruguai/a-40354186

Após 23 anos foragido, um dos cinco mafiosos mais procurados da Itália, Rocco Morabito, foi detido neste fim de semana no Uruguai, onde vivia com nome falso e passaporte brasileiro. A prisão do o ex-chefe da organização mafiosa 'Ndrangheta foi confirmada nesta segunda-feira (04/09) pelo Ministério do Interior italiano.

Em comunicado, o ministro do Interior da Itália, Marco Minniti, felicita as polícias italiana e uruguaia por prender o "fugitivo número um" da 'Ndrangheta, grupo baseado na região italiana de Calábria e que tem liderança no tráfico de cocaína na Europa.

O promotor-chefe da cidade de Reggio Calabria, Federico Cafiero de Raho, disse que Morabito tinha grande papel no tráfico de cocaína entre a América do Sul e Milão, ponto de distribuição da droga no continente europeu.

Morabito, de 50 anos, havia sido condenado à revelia a 30 anos de prisão por pertencer a uma organização criminosa, tráfico de cocaína e outros delitos. Ele foi detido em um hotel no centro de Montevideo, segundo o Ministério do Interior do Uruguai.

O mafioso utilizava um passaporte brasileiro falso e uma cédula de identidade uruguaia com o nome de Francisco Capeletto. A mulher dele, uma angolana de 54 anos, foi detida em casa. Segundo uma rádio italiana, o casal vivia em uma mansão no balneário de Punta del Este.

As autoridades uruguaias apreenderam na residência uma pistola Glock 9 mm, 13 celulares, 12 cartões de crédito, 150 fotos mostrando Morabito vestido de diversas formas, com várias tonalidades de pele, dois automóveis e mais de 50 mil dólares em dinheiro.

MD/ap/dpa