1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Lula foi recebido com honras militares pelo presidente Horst KöhlerFoto: AP

Lula na Alemanha

3 de dezembro de 2009

Meio ambiente e crise financeira serão temas centrais do encontro entre o presidente e a chanceler federal alemã, Angela Merkel, em Berlim. Em seguida, Lula participará de um seminário sobre o Brasil em Hamburgo.

https://www.dw.com/pt-br/lula-inicia-visita-oficial-de-dois-dias-%C3%A0-alemanha/a-4964328

O presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, foi recebido em Berlim com honras militares pelo presidente da Alemanha, Horst Köhler, na manhã desta quinta-feira (03/12). Lula visitou o Memorial às Vítimas da Guerra e das Ditaduras, no centro histórico da capital alemã, onde depositou uma coroa de flores.

Mais tarde, será recebido pela chanceler federal alemã, Angela Merkel. O principal tema na agenda das conversações entre os dois chefes de governo será a preparação da cúpula das Nações Unidas sobre as alterações climáticas, que começa na segunda-feira (07/12), em Copenhague, adiantou um porta-voz do governo alemão.

Lula da Silva bei Horst Köhler in Berlin
Lula e Kohler no Palácio BellevueFoto: AP

Na reunião entre Lula e Merkel deverão ser enfocados ainda a crise econômica e financeira internacional, o comércio mundial, a cooperação econômica entre Brasil e Alemanha, a agenda política internacional e a segurança mundial, acrescentou a mesma fonte.

Brasil é maior parceiro alemão na América Latina

Na sexta-feira, o presidente brasileiro estará em Hamburgo para participar de um seminário sobre o Brasil, organizado pela Associação Empresarial Alemã para a América Latina.

Com um volume de comércio de cerca de 18 bilhões de euros, o Brasil é o principal parceiro comercial da Alemanha na América Latina. Além disso, os dois países apóiam mutuamente as respectivas candidaturas a membro permanente do Conselho de Segurança da ONU.

De Portugal à Ucrânia

Lula visitou oficialmente a Alemanha em janeiro de 2003 e a chanceler federal alemã, Angela Merkel, esteve no Brasil em maio de 2008 para assinar um plano de ação de parceria estratégica e um acordo energético.

O presidente brasileiro participou na segunda-feira da Cúpula Ibero-Americana, em Portugal, e seguiu na terça-feira para uma visita oficial à Ucrânia. Em Kiev, Lula e o presidente Viktor Yushchenko assinaram uma declaração conjunta para uma cooperação estratégica, com enfoque principalmente nos setores aeronáutico e espacial.

Lula disse esperar que o lançamento do foguete transportador de satélites Cyclone-4, em conjunto com a Ucrânia, deverá ocorrer no próximo ano, antes do fim do seu mandato.

RW/dpa/lusa/rtrs

Revisão: Rodrigo Rimon