Lagostins trazem pânico a parque de Berlim | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 21.08.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Vida selvagem nas cidades

Lagostins trazem pânico a parque de Berlim

Grupo de proteção da vida selvagem recebe chamadas diárias relatando a presença de crustáceos vermelhos rastejando pelo Tiergarten. Espécies invasoras são muitas vezes vistas em frente à embaixada da Espanha.

Amerikanischer SumpfkrebsSuesswasser-Hummer, Procambarus clar (picture-alliance/M.Woike)

Acredita-se que lagostins usados para adornar aquários foram soltos no parque berlinense

Partes de Berlim foram invadidas por lagostins vermelhos rastejantes que provavelmente tentam expandir o seu território, anunciou uma rede alemã de preservação da natureza, em meados de agosto.

Os lagostins-do-pântano foram vistos rastejando pelas trilhas do parque Tiergarten, no centro da capital alemã, e até mesmo desfilando nos arredores da embaixada da Espanha.

As criaturas vermelhas são vistas frequentemente no parque, mas estão aparecendo em quantidade cada vez maior este ano, recebendo atenção considerável nas mídias sociais.

A Federação de Proteção Ambiental da Alemanha (Nabu) informou ter recebido um grande número de relatos de observação desses bichos nas últimas semanas. A Nabu observou que esse crescimento da população crustácea é problemático para o ecossistema de Berlim.

Os lagostins do Tiergarten não são nativos, tendo provavelmente se originado de espécimes despejadas nos lagos do local. Os crustáceos são usados comumente em aquários, dada a sua aparência impressionante e natureza robusta.

Levantamentos feitos pelo departamento responsável pela pesca revelaram que a espécie do Tiergarten é de qualidade bastante boa, o que significa que provavelmente os lagostins estariam migrando devido à expansão de sua população.

Leia mais