Kurt Beck, um político perto do povo | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 10.04.2006
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Kurt Beck, um político perto do povo

Designado como presidente do Partido Social Democrata, o governador da Renânia-Palatinado, Kurt Beck, de 57 anos, é considerado um político próximo ao povo e de espírito cooperativo.

default

Kurt Beck, presidente do SPD

O governador da Renânia-Palatinado, Kurt Beck, do Partido Social Democrata (SPD), goza de grande simpatia, dentro e fora de seu partido. Reeleito para o governo do seu Estado nas eleições de março de 2006, ele assume, após a renúncia de Platzeck, a presidência nacional do Partido Social Democrata.

De mecânico eletricista a governador do Estado

Filho de pedreiro, Kurt Beck nasceu em Bergzabern, na Renânia-Palatinado, em 1949. Tendo freqüentado a escola técnica, formando-se como mecânico eletricista, Kurt Beck não possui diploma universitário.

Antes de tornar-se governador de seu Estado em 1994, sucedendo a Rudolf Scharping, Beck foi prefeito de Steinfeld, cidade onde morava, deputado estadual e presidente da bancada do SPD no Parlamento. Assim como Scharping, Beck estava apoiado por uma aliança entre social-democratas e liberais.

Desde novembro de 2003, Kurt Beck já havia assumido a vice-presidência nacional do SPD. Com a renúncia de Franz Müntefering à presidência do partido em novembro de 2005, Beck abriu o caminho para Platzeck assumir a chefia do SPD na coalizão com Angela Merkel, apesar de desde então estar cotado para a presidência do partido.

Os bons resultados apresentados pelo seu governo na Renânia-Palatinado e, sobretudo, a proximidade da população levaram-no a ganhar as eleições estaduais de março de 2006, tornando-se o único governador social-democrata a poder governar com maioria absoluta em um dos antigos Estados alemães.

Bento por Bento

O político de 57 anos gosta de falar com a população e vê, na comunicação, a receita de seu sucesso político: "Encontrar soluções conjuntas já se tornou uma marca registrada deste Estado", afirma o fiel torcedor do FC Kaiserslautern. Para o seu sucesso político, contribue também a forma cautelosa e não ideológica como trata as mudanças.

Respondendo à pergunta do Frankfurter Allgemeine Zeitung de qual seria o seu papel dentro do partido, por ocasião da eleição para a vice-presidência em novembro de 2005, Beck afirmou que "como vice-presidente do partido, eu procuro fazer uso da minha experiência política. Muitos dizem que eu teria o talento de ser um mediador em situações difíceis. E é assim mesmo, nada mais e nada menos".

Em outubro de 2005, Kurt Beck tornou-se o primeiro político alemão a ser recebido em audiência privada pelo papa Bento 16. Conhecido entre os colegas como um político voltado para a cooperação, ele mesmo se vê como alguém perto do povo que gosta de preservar a imagem de pai de seu Estado.

Leia mais