Governo desloca Força Nacional para terra indígena no Amazonas | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 04.12.2019

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Brasil

Governo desloca Força Nacional para terra indígena no Amazonas

Moro determina envio de tropas para o Vale do Javari para prestar apoio à Funai e garantir a segurança de servidores e indígenas. Base do órgão na região tem sido alvo de ataques, e funcionário foi morto em setembro.

Funcionários da Funai e indígenas no Vale do Javari, em foto de 30 de outubro de 2015

A terra indígena Vale do Javari é a segunda maior demarcação indígena do Brasil

O ministro da Justiça, Sergio Moro, determinou o envio de membros da Força Nacional para a terra indígena Vale do Javari, no Amazonas, a fim de prestar apoio à Fundação Nacional do Índio (Funai) e garantir a segurança de servidores e indígenas. A região tem sido alvo de ataques recentes.

A medida foi autorizada por meio de uma portaria publicada nesta quarta-feira (04/12) no Diário Oficial da União. Ela vale por ao menos 180 dias, a partir desta sexta-feira até 2 de junho de 2020, mas pode ser prorrograda dependendo do resultado da ação.

Segundo a portaria, o objetivo do emprego da Força Nacional é "garantir a integridade física e moral dos povos indígenas e dos servidores da Funai" na região, uma das mais preservadas e remotas do Brasil.

Em setembro, o indigenista Maxciel Pereira dos Santos, servidor da Funai, foi assassinado a tiros na cidade de Tabatinga, no Amazonas, perto da fronteira com a Colômbia e o Peru.

A base de proteção etnoambiental Ituí-Itacoaí, a principal da Funai para a proteção de índios isolados que vivem no Vale do Javari, também tem sofrido ataques. Em novembro, o local foi alvo do quarto ataque de 2019 e o oitavo no período de um ano.

Em meio às ameaças recentes e a morte de Maxciel, que atuava há 12 anos na Funai, os índios isolados do Vale do Javari ficaram sem a proteção de servidores do órgão.

Responsável indireta pela fiscalização ambiental por atuar na defesa de terras indígenas demarcadas, a Funai opera com 10% do orçamento desde janeiro.

Com uma área de 8,5 milhões de hectares, a terra indígena Vale do Javari faz fronteira com o Peru e é a segunda maior demarcação indígena do Brasil, atrás somente da Yanomami, que tem 9,6 milhões de hectares.

_____________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube
App | Instagram | Newsletter

Leia mais