Governo alemão pede transparência no caso Marielle | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 19.03.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Governo alemão pede transparência no caso Marielle

Encarregada de direitos humanos do Ministério do Exterior da Alemanha diz estar abalada com assassinatos de vereadora e motorista e esperar que investigação seja rápida, transparente e independente.

Policiais recolhem evidências após assassinato de Marielle e Anderson

Policiais recolhem evidências após assassinato de Marielle e Anderson

A encarregada e direitos humanos e assistência humanitária no Ministério do Exterior alemão, Bärbel Kofler, repudiou nesta segunda-feira (19/03) os assassinatos da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes e exigiu transparência nas investigações para o esclarecimento do crime.

"Os assassinatos de Marielle Franco e Anderson Gomes me abalaram muito. Condeno fortemente esse ato traiçoeiro. Como vereadora do Rio de Janeiro e presidente da Comissão de Defesa da Mulher [da Câmara], Marielle foi uma inspiração para todos aqueles engajados na proteção e no respeito dos direitos humanos", afirmou Kofler, em comunicado.

Leia também: Caminhos e desafios da investigação do caso Marielle

A representante do governo alemão destacou o trabalho de Marielle pelos direitos das mulheres, sobretudo negras, e contra a violência policial.

"As autoridades brasileiras anunciaram que esclarecerão completamente os assassinatos. Espero que essa investigação seja rápida, substancial, transparente e independente, para identificar os culpados e responsabilizá-los", destacou Kofler.

Marielle e Anderson foram mortos ao sair de um evento na Lapa na quarta-feira. O carro onde estavam foi baleado diversas vezes. A principal hipótese da Delegacia de Homicídios do Rio é de que se tratou de uma execução premeditada, dada a ação dos criminosos. 

O caso provocou uma série de reações internacionais, inclusive de deputados europeus, que pediram à União Europeia (UE) que, diante do caso, suspendesse as negociações do acordo comercial com o Mercosul.

CN/ots

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais