Goleiro é o herói do Schalke em vitória histórica no Porto | Siga a cobertura dos principais eventos esportivos mundiais | DW | 06.03.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Goleiro é o herói do Schalke em vitória histórica no Porto

Vitória do Schalke nos pênaltis contra o Porto, graças à brilhante atuação do jovem goleiro Neuer, garantiu ao clube alemão a primeira participação de sua história no seleto grupo dos oito melhores da Liga dos Campeões.

default

Neuer, do Schalke, defende o segundo pênalti no Estádio do Dragão

A crise do Schalke foi temporariamente encerrada na noite desta quarta-feira (05/03) em Portugal, quando o clube alemão conseguiu se classificar entre as oito equipes da elite do futebol europeu nesta temporada. Depois de três derrotas consecutivas na Bundesliga, o time ganhou do Porto por 4 a 1 nos pênaltis, garantindo participação na milionária próxima rodada da Liga dos Campeões.

Após vencer o Porto por 1 a 0 em Gelsenkirchen no jogo de ida, o Schalke dependia apenas de um empate sem gols para chegar às quartas-de-final da competição. Não fosse a excelente atuação do seu goleiro, Manuel Neuer, de 21 anos, o placar final poderia ter sido bem outro. Neuer fez pelo menos quatro defesas espetaculares e ainda segurou dois pênaltis.

Portugal Fußball Champions League FC Porto und FC Schalke 04

Rafinha, de laranja, leva a melhor na disputa com Quaresma

A atuação de seus atacantes, no entanto, deixou a desejar. Apesar de correr muito em campo, Kuranyi apenas uma vez representou perigo na área do goleiro brasileiro Helton, do Porto. Sua frustração foi tanta que, ao ser substituído por Asamoah, no segundo tempo, não aceitou o aperto de mão do técnico Slomka.

Porto faz gol com nove em campo

O clube alemão não soube aproveitar sua supremacia numérica em campo após a expulsão de Jorge Fucile, aos 38 min do segundo tempo. Pelo contrário, aos quatro minutos do final, Lopez marcou o gol do clube português, forçando a prorrogação.

Um toque de Helton na bola com as mãos fora da área foi motivo de protesto dos jogadores do Schalke, mas o árbitro inglês Howard Webb deixou a bola rolar.

O Schalke, campeão da Copa da Uefa em 1997, nunca havia chegado tão longe na disputa da Liga dos Campeões. Para Franz Beckenbauer, as chances do único clube alemão no torneio não são más: "O Real e o Milan estão fora. Na realidade, são boas as chances de o Schalke ser campeão", disse o kaiser.

Para Slomka, vitória extraordinária

O resultado significou para o técnico Mirko Slomka, de 40 anos, uma pausa dos críticos, principalmente da direção do clube, insatisfeita com as recentes derrotas e a sexta colocação na tabela da Bundesliga. "Na cabine, o sorriso retornou aos rostos. Foi um jogo do qual ainda se falará muito. Às vezes, é vantagem treinar pênaltis", disse Slomka.

Segundo o técnico, a lista de cobradores nos clubes europeus é atualizada semanalmente. "Tínhamos alguns do Porto nesta lista, mas não todos. Pênaltis são e continuarão sendo uma questão de sorte", acrescentou.

Palavras amenas vieram também do presidente do clube, Josef Schnusenberg: "Slomka fica no clube até o final da temporada", garantiu. Na realidade, o contrato do técnico termina em 2009.

Leia mais