Geleira se rompe, atinge barragem e causa desastre na Índia | Notícias internacionais e análises | DW | 07.02.2021

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Índia

Geleira se rompe, atinge barragem e causa desastre na Índia

Glaciar do Himalaia destrói pequena represa, causa inundação e mortes. Governo busca pelo menos 125 desaparecidos.

Imagem mostra o momento em que o deslizamento atingiu o rio

Imagem mostra o momento em que o deslizamento atingiu o rio

As autoridades da Índia lançaram neste domingo (07/02) uma grande operação de busca, após uma geleira do Himalaia se romper, derrubar uma pequena represa e causar inundações. Até agora, sete mortes foram confirmadas, e pelo menos 125 pessoas estão desaparecidas.

O desastre aconteceu quando uma porção do glaciar Nanda Devi se rompeu na região de Tapovan, no norte do estado de Uttarakhand. As primeiras imagens do desastre mostram a hidroelétrica de Rishiganga sendo devastada.

Ravi Bejaria, porta-voz do governo, confirmou que algumas casas foram danificadas pela inundação.

"Veio muito rápido, não houve tempo para alertar ninguém", disse Sanjay Singh Rana, que vive na parte mais alta do vilarejo de Raini, próximo à represa. "Eu pensei que até nós seríamos varridos."

Os moradores temem que os trabalhadores de uma hidrelétrica próxima tenham sido levados pelas águas, assim como habitantes das margens do rio. "Não temos ideia de quantas pessoas podem estar desaparecidas", afirmou Rana à agência de notícias Reuters.

Mais cedo, o secretário-chefe de Uttarakhand, Om Prakash, disse temer que entre 100 e 150 pessoas tenham morrido no desastre. O primeiro-ministro Narendra Modi afirmou que está acompanhando de perto a situação.

Segundo as autoridades, quando a geleira se rompeu e atingiu a barragem, liberou toda a água que estava retida atrás dela. Com o deslizamento, além disso, lama, pedras e outros detritos foram arrastados montanha abaixo.

Um alerta foi emitido para que moradores das margens do rio Alaknanda se deslocassem para locais mais altos.

A Índia tem uma série de projetos energéticos ao longo do rio Alknanda e seus afluentes, junto à cadeia de montanhas do Himalaia.

Em 2013, mais de mil pessoas morreram em Uttarakhand após chuvas fortes provocarem deslizamentos de terra e enchentes, varrendo milhares de casas e estradas e cortando elos de comunicação em muitas partes do estado.

rpr (AFP, AP, Reuters)