Gauck anuncia que não vai concorrer a novo mandato | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 06.06.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Gauck anuncia que não vai concorrer a novo mandato

Presidente da Alemanha afirma que "decisão difícil" foi tomada em razão de preocupações com a idade avançada. Recusa pode significar o início da campanha das eleições gerais em 2017.

Assistir ao vídeo 01:42
Ao vivo agora
01:42 min

Veja trechos do pronunciamento de Gauck

O presidente alemão, Joachim Gauck, anunciou nesta segunda-feira (06/06) que não irá concorrer a um segundo mandato.

Entenda o papel do presidente no sistema político da Alemanha

"Hoje, quero lhes dizer que decidi não concorrer novamente ao cargo de presidente da Alemanha. Essa não foi uma decisão fácil", afirmou Gauck no Palácio Bellevue, em Berlim.

Ele afirmou estar preocupado com a própria capacidade de continuar dedicando a energia necessária para exercer as funções do cargo. Atualmente com 76 anos, ele chegaria aos 80 como presidente, caso fosse eleito para um novo mandato.

"Não desejo me comprometer com outro período de cinco anos, em níveis de energia e vitalidade que não posso garantir", afirmou.

Gauck disse ter prestado serviços ao país com "respeito e alegria" por mais de quatro anos, e disse estar empolgado com o tempo que lhe resta no cargo, no qual permanecerá até fevereiro de 2017.

Seu sucessor será escolhido a menos de seis meses das eleições gerais de 2017. Apesar de o cargo de presidente da Alemanha ter caráter apolítico, cabe aos partidos alemães chegarem a um acordo sobre um candidato único ou apresentarem candidaturas rivais.

O portal de notícias Spiegel Online considerou que o anúncio de Gauck, na prática, inicia prematuramente a campanha eleitoral, com 15 meses de antecedência, criando um conflito político que a chanceler federal Angela Merkel preferiria evitar.

Nomes de diversos políticos veteranos e de grande influência são especulados para ocupar o lugar de Gauck, como os ministros das Finanças, Wolfgang Schäuble, e do Exterior, Frank-Walter Steinmeier, além do presidente do Bundestag, Norbert Lammert, e da líder conservadora bávara Gerda Hasselfeldt.

Joachim Gauck é o 11º presidente alemão do período do Pós-Guerra.

RC/dw

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados