1. Pular para o conteúdo
  2. Pular para o menu principal
  3. Ver mais sites da DW
Foto: Reuters/P.Rossignol

França faz primeiras eleições após atentados

6 de dezembro de 2015

Franceses votam no primeiro turno das eleições regionais para escolher os representantes das 13 unidades administrativas do país. Pesquisas apontam vantagem do partido anti-imigração Frente Nacional.

https://www.dw.com/pt-br/fran%C3%A7a-faz-primeiras-elei%C3%A7%C3%B5es-ap%C3%B3s-atentados/a-18898058

O primeiro turno das eleições regionais na França, neste domingo (06/12), está sendo observado de perto como um barômetro do sentimento eleitoral após os atentados de Paris. Os partidos tradicionais estão cada vez mais preocupados com o que chamam de uma perigosa guinada à direita.

De acordo com pesquisas eleitorais, o partido Frente Nacional (FN), chefiado por Marine Le Pen, deve alcançar cerca de 30% dos votos, tornando-se a principal força no primeiro turno das eleições regionais.

A populista de direita viu fortalecida sua política nacionalista e anti-imigratória após os ataques em Paris, que deixaram 130 mortos e 350 feridos no último dia 13 de novembro.

As sondagens mostram que a ala conservadora de centro-direita chefiada pelo ex-presidente Nicolas Sarkozy deverá obter 29% dos votos. Mas o Partido Socialista, do atual presidente François Hollande, irá sofrer provavelmente uma dura derrota: somente 22% dos votos devem ir para os socialistas, segundo as pesquisas.

A decisão será tomada somente no segundo turno, em 13 de dezembro. Poderão participar todos os partidos que obtiveram mais de 10% dos votos no primeiro turno. Na segunda rodada, os socialistas ainda poderão contar com o apoio dos Verdes e do Partido de Esquerda. Segundo as pesquisas, esses dois últimos partidos deverão obter juntos 11% dos votos.

Mais de 46 milhões de franceses estão aptos a escolher os representantes parlamentares das regiões recém-formadas, após uma reforma que reduziu de 22 para 13 as unidades administrativas da França. O aumento de tamanho das regiões deve ampliar a competitividade internacional do país. Há ainda cinco departamentos ultramarinos.

As eleições regionais são a última votação importante antes das eleições presidenciais no início de 2017. Uma vitória tem um alto valor simbólico. Marine Le Pen pretende se tornar presidente regional da região Norte-Passo de Calais-Picardia, no norte do país. Mas seu objetivo maior é assumir o poder no Palácio do Eliseu.

Depois dos atentados em Paris, as eleições acontecem sob fortes medidas de segurança. Os locais de votação estão sendo vigiados por militares e pela polícia.

CA/dpa/rtr/afp