Explosivos destinados a autoridades mobilizam segurança na Europa | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 03.11.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Explosivos destinados a autoridades mobilizam segurança na Europa

Ministros da União Europeia (UE) deverão discutir formas mais rígidas de controle do transporte aéreo de cargas nos países do bloco. Pacotes-bomba endereçados a chefes de governo alarmam continente.

default

Vistoria das carga no aeroporto de Atenas foi reforçada

Os titulares da pasta do Interior dos países da União Europeia deverão se reunir na próxima semana para debater medidas mais rígidas de controle do transporte aéreo de cargas no continente.

A decisão foi tomada depois que pacotes-bomba, provenientes do Iêmen e da Grécia, foram enviados a diversos chefes de governo na Europa. O objetivo da reunião dos ministros é recolher informações mais precisas em prol de um controle mais rígido.

Bundeskanzlerin Angela Merkel Regierungserklärung

Merkel elogiou ação internacional conjunta dos órgãos de segurança

Até esta quarta-feira (03/11), foram encontrados mais de dez pacotes-bomba dirigidos a representações europeias, a embaixadas em Atenas e a chefes de governo de vários países.

A prêmie alemã Angela Merkel, ela própria alvo de um dos pacotes, defendeu a aplicação de "medidas imediatas". Investigadores gregos estão à procura de cinco possíveis suspeitos de envio do material explosivo, todos ligados a organizações extremistas de esquerda no país. "Pelo que consta até o momento, trata-se de uma substância semelhante à pólvora", afirmou Stefan Paris, porta-voz do Ministério do Interior em Berlim.

Controle deficiente

O titular da pasta do Interior, Thomas de Maizière, sugere que seja criada uma comissão antiterrorista voltada para o controle do transporte aéreo de cargas na Europa. O Departamento Federal de Investigações (BKA) da Alemanha detectou indícios de que outros pacotes-bomba já teriam sido enviados da Grécia para a Alemanha. Especialistas do órgão encontram-se no momento em Atenas.

Na última segunda-feira, um jovem entregou o pacote-bomba destinado a Merkel na sede de uma firma de expedição nos arredores da estação ferroviária central de Atenas, notificou a polícia grega.

Pressestatement de Maiziere zu verdächtigem Paket im Kanzleramt

Thomas de Maiziere sugere comissão antiterrorista

Os funcionários da empresa enviaram o pacote à central em Atenas, onde o mesmo foi controlado sem que tenha levantado qualquer suspeita, sendo enviado em seguida para o aeroporto ateniense e dali para Berlim.

O transporte aéreo de cargas é com frequência controlado apenas por serviços particulares de segurança, que pagam seus funcionários com salários baixos, afirmou Claudia Roth, presidente do Partido Verde na Alemanha.

Calcanhar de Aquiles

O envio dos pacotes-bomba desencadeou também uma discussão interna na Alemanha. O presidente do Sindicato dos Policiais Alemães, Konrad Freiberg, ressaltou que o ministro do Interior, Thomas de Maizière, pretende reduzir mil empregos na polícia federal do país até 2014 – num momento em que o controle da carga aérea se torna "um calcanhar de Aquiles no combate ao terrorismo", lembrou.

Por sua vez, o chefe da Federação dos Funcionários Públicos Criminais na Alemanha, Klaus Jansen, salientou que enquanto pastas de dente e líquidos de milhões de passageiros não podem ser transportados em voos como bagagem de mão, o correio aéreo continua deficiente em termos de controle.

Reação da Grécia

"Condenamos de forma veemente e nos opomos rigorosamente a qualquer um que, usando ações terroristas e violência, tente prejudicar a paz social e a imagem do país no exterior", disse nesta quarta-feira (03/11) o primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, em reação aos pacotes contendo explosivos enviados a partir de seu país para diversas representações governamentais europeias.

Kanzleramt Briefbomben Deutschland Terror Merkel

Sede do governo em Berlim: alvo de pacotes-bomba

Na madrugada desta quarta-feira, as autoridades gregas suspenderam por 48 horas o transporte de correspondências destinadas ao exterior. Na noite de terça-feira, a polícia grega desativou dois pacotes-bomba no setor de cargas do Aeroporto Internacional de Atenas.

Os pacotes estavam endereçados à Corte Europeia de Justiça, em Luxemburgo, e à Europol, agência policial da União Europeia, na Holanda. O tráfego aéreo não foi afetado.

Destinos diversos

Além do material explosivo destinado à premiê alemã, Angela Merkel, foram encontrados pacotes-bomba endereçados ao presidente francês, Nicolas Sarkozy, e ao primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi. O pacote destinado a Berlusconi foi descoberto em Bolonha. Ele se incendiou ao ser aberto por especialistas em explosivos.

Berlim não vê, portanto, ligação entre os pacotes endereçados à sede do governo alemão e as bombas descobertas no final de semana em um setor de cargas aéreas do Aeroporto de Colônia (cidade localizada no oeste do país), proveniente do Iêmen com destino a Chicago – estas com alta periculosidade e de possível autoria do grupo terrorista islâmico Al Qaeda.

Esforços conjuntos

Segundo Merkel, os últimos episódios mostraram que o trabalho conjunto das forças internacionais de segurança está funcionando. "O terrorismo só será efetivamente combatido quando unirmos esforços no mundo inteiro", afirmou.

Além de elogiar o trabalho das autoridades, Merkel ainda reforçou a necessidade de se manter em estado de alerta. "Embora não queira enfatizar, o perigo existe. Todo indivíduo deverá permanecer atento", concluiu a premiê.

SV/MDA/dpa/dapd/lusa/rtr/ap

Revisão: Carlos Albuquerque

Leia mais