EUA esvaziam acampamento de imigrantes haitianos no Texas | Notícias internacionais e análises | DW | 25.09.2021

Conheça a nova DW

Dê uma olhada exclusiva na versão beta da nova DW. Sua opinião nos ajudará a torná-la ainda melhor.

  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages
Publicidade

Estados Unidos

EUA esvaziam acampamento de imigrantes haitianos no Texas

Milhares viviam em área sob ponte em condições precárias enquanto pediam asilo. Alguns já foram enviados de volta ao Haiti, e muitos outros terão o mesmo destino nas próximas semanas, dizem autoridades.

Trator limpa área onde ficava o acampamento de imigrantes

Prefeito da cidade de Del Rio comemorou retirada do acampamento

Um acampamento precário na cidade de Del Rio, no Texas, onde viviam milhares de imigrantes, em sua maioria do Haiti, foi completamente esvaziado, segundo autoridades americanas informaram na sexta-feira (24/09).

"Nesta manhã, não há mais nenhum imigrante no acampamento sob a ponte de Del Rio", disse o secretário de segurança interna dos EUA, Alejandro Mayorkas, a jornalistas na Casa Branca.

Cerca de 15 mil pessoas haviam se dirigido à pequena cidade texana na esperança de obter asilo nos Estados Unidos.

O prefeito de Del Rio, Bruno Lozano, disse que a informação de que o acampamento havia sido esvaziado era uma "notícia fenomenal".

Para onde foram os imigrantes?

Mayorkas disse: "Alguns foram enviados de volta ao Haiti. Outros foram levados a instalações de processamento ao longo da fronteira (...) e muitos deles serão enviados de volta para o Haiti a partir delas."

Imigrantes em pé fazem fila sob ponte

Governo americano é criticado pela forma como lida com a crise migratória na fronteira

Milhares de pessoas se deslocaram para o México por sua própria vontade, afirmou Mayorkas. Ele disse que muitos dos que tinham problemas médicos ou eram vulneráveis ou haviam apresentado alegações de tortura seriam registrados no sistema do governo e a Justiça decidiria o destino deles.

Alguns haitianos estão sendo autorizados a permanecer dos EUA de forma temporária para pedir asilo ou seguir no país com base em outro tipo de permissão de residência.

Responsabilidade recai sobre Biden

A confirmação de que o acampamento havia sido esvaziado foi divulgada depois de o presidente americano Joe Biden ter dito que ele era, em última instância, responsável pela situação na fronteira.

Biden disse que os métodos usados por guardas de fronteira montados em cavalos eram "horríveis" e que "haverá consequências". Fotos de imigrantes sendo caçados por guardas montados em cavalos provocaram indignação.

Guardas de fronteira em cavalos segurando um imigrante

Fotos e vídeos de guardas de fronteira em cavalos perseguindo imigrantes provocaram indicação

Mayorkas também se referiu ao "horror" que muitos no governo americano sentiram ao ver as imagens dos guardas montados em cavalos. Ele disse que as circunstâncias serão investigadas.

As condições do acampamento, as ações de guardas de fronteira e as deportações vêm sofrendo duras críticas de entidades de direitos humanos e até da ONU. A crise levou à renúncia do enviado dos EUA para o Haiti, Daniel Foote.

bl (AFP, AP)